Blog

Rio antigo: primeiro arranha-céu do Rio, o Edifício A Noite

Primeiro arranha-céu a despontar na cidade do Rio de Janeiro, em 1930, o Edifício Joseph Gire, com 22 andares, abrigava o vespertino “A Noite” que virou apelido popular da construção. O prédio deve ser tombado, em breve, pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Projetado pelo arquiteto francês Joseph Gire, responsável pelo Hotel Copacabana Palace, e pelo brasileiro Elisário Bahiana, autor do projeto do novo Viaduto do Chá em São Paulo, foi o primeiro espigão da América Latina com altura desde a calçada até o topo de 102,80 m – o equivalente a um prédio de 30 andares. Foi o engenheiro Emílio Henrique Baumgart quem fez os cálculos estruturais do Edifício A Noite usando, de forma inédita, a tecnologia de cimento armado (hoje concreto armado), que estava sendo introduzida pela empresa alemã onde o técnico trabalhava. Quando surgiu na Avenida Rio Branco, o prédio em estilo art decó destoou da arquitetura predominante na época, inspirada no modelo francês. No próximo dia 3/04, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Iphan se reunirá para avaliar, na última etapa de um longo processo, se o prédio será tombado. A aprovação do tombamento será a certeza da permanência de um exemplar arquitetônico que conta um pouco da história urbana da cidade.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a Rio antigo: primeiro arranha-céu do Rio, o Edifício A Noite

  1. welington eduardo de oliveira disse:

    O RIO ANTIGO MERECE SER PRESERVADO!

  2. Maria Helena Oswaldo Cruz disse:

    Em que data foi construído este prédio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>