Blog

Rio antigo: os 50 anos da esfuziante Banda de Ipanema

Assim se passaram 50 anos. Os travestis misturados a gente de todas as raças e cores compõem o cenário da Banda de Ipanema, que completou meio-século de fundação este ano. Nos registros, Cartola ataca de trombone, em 1972, e Leila Diniz espalha toda a sua graça, simpatia e alto astral no mesmo ano. Em outra foto, um grupo de transvestidos mostra a marca registrada na passagem do bloco em 1985. Há quem não perca um desfile porque a banda angariou foliões cativos. As divertidas travecas disputam nos quesitos animação e criatividade com suas fantasias bastante espalhafatosas e ousadas. É um bloco que faz parte da história do Carnaval de rua do Rio e vem mantendo seu perfil ao longo do tempo de forma totalmente democrática.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Rio antigo: os 50 anos da esfuziante Banda de Ipanema

  1. ” A Banda continua, o povo unido é carnaval!”
    Feliz Carna 2.014!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>