Notícias

A abertura da caixa-preta dos transportes no Rio de Janeiro

Todos os cariocas sabem que a situação dos transportes públicos no Rio de Janeiro é caótica. Há muito tempo. Irregularidade de horários, falta de ar condicionado, mau estado de conservação de veículos, dupla função de motoristas, tarifas elevadas que contrastam com a péssima qualidade dos serviços.

E, enquanto os usuários pagam preços altos todos os dias, sem que a política pública de transportes seja reformulada para atender às necessidades quem precisa desses transportes cotidianamente, a atuação da máfia do setor, que sempre denunciei em meus mandatos como vereador e deputado estadual, segue impactando o Rio de Janeiro.

O PSOL sempre denunciou o vínculo de diversos políticos, sobretudo do PMDB, com os empresários de transportes, nesse esquema sórdido que envolveu mais de R$ 120 milhões em repasses na última década e tanto maltratou os usuários ao longo de anos. Agora, temos ainda mais informações sobre essa máfia.

Diversas autoridades fluminenses concederam benefícios fiscais e tarifários ao setor de transportes em troca de pagamentos sistemáticos de propina e de doações irregulares para financiar campanhas eleitorais, segundo o ex-presidente da Fetranspor Lélis Teixeira. Em seu depoimento, ele afirma que repassou mais de 50 milhões de reais para as campanhas do ex-prefeito Eduardo Paes e do prefeito Crivella.

Esta notícia também está no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Notícias, Transportes. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>