Notícias

A Cedae não pode ser vendida! Impeachment de Pezão já!

Na base do terrorismo e após longa e confusa tramitação, o PMDB conseguiu concretizar a alienação das ações da Cedae, oferecendo-as como contragarantia a um empréstimo de R$ 2,9 bilhões, que será insuficiente para regularizar o salário dos servidores. Para piorar, resultará em uma pesada conta de juros, já que as condições do empréstimo não são nada favoráveis.

Os servidores já sabem que esse valor não garante o pagamento nem dos salários de 2017, e a população como um todo precisa saber que a operação comandada por Pezão e seu secretário é ilegal! Não contou com a participação e decisão dos acionistas e trabalhadores para a venda das ações e entrega da empresa à iniciativa privada.

A modelagem da venda da CEDAE não foi discutida, durante todo este ano, apesar das inúmeras manifestações populares e de denunciarmos, junto aos servidores, na Alerj e na Justiça, a importância social da empresa e dos investimentos já realizados e contratados.

É um absurdo que, mesmo sem saber quanto vale a empresa, o governo tenha entregado de mão beijada 50% de suas ações aos banqueiros (BNP Paribas) e ao mercado, tão interessados em faturar em cima da oferta de um serviço público essencial, ou seja, de lucrar sobre o seu desmonte.

Pezão age totalmente contra o interesse público e até agora não fez nada para resolver a gestão tributária, e com medidas desse tipo só tem aprofundado a crise fiscal do estado. Nosso pedido de impeachment precisa ser desengavetado e votado, a irresponsabilidade de Pezão passa de todos os limites!

Você também pode ler esta notícia no nosso facebook:

https://www.facebook.com/eliomarcoelho/photos/a.458709430830745.92883.442179582483730/1493318057369872/?type=3&theater

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>