Notícias

Ajuste fiscal e Educação sucateada

Foi realizada nesta terça-feira (21/6)  a audiência da Comissão de Educação com presença do Secretário de Fazenda Gustavo Barbosa.

As explicações tecnocratas do secretário não justificam a falta de prioridade deste governo com a Educação e não apontam para as medidas de reversão das situações concretas de atraso dos repasses à faetec, universidades e outras unidades de ciência e tecnologia, de fechamento de turmas em mais de 100 colégios estaduais, e da insuficiência de professores nas escolas.

Enquanto isso, o governo Pezão propôs e a Alerj aprovou medida de ajuste junto ao governo Temer que impedirá a contratação de novos professores. Ou seja, a saída é o sucateamento, a destruição das políticas públicas de educação.

A falta de planejamento é proposital. De toda forma, continuaremos pressionando para a regularização dos repasses. Amanhã a Comissão de Orçamento vai acolher ou não a proposta ao Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018 que garante o repasse às universidades na forma de duodécimos, conferindo as condições de planejamento que a universidade e a sociedade precisa.

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>