Algo de podre no reino da CSA

A imprensa ignora mas denúncias graves de morte de um pescador e de, no mínimo, três operários durante a construção da Companhia Siderúrgica do Altântico, na Zona Oeste, lançam suspeitas sobre a metodologia de trabalho da CSA – um consórcio formado pela empresa alemã Thyssen Krupp e pela Vale. As denúncias foram formalizadas por pescadores que moram e trabalham na Baía de Sepetiba, em audiência pública realizada, em março, pela Comissão de Direitos Humanos da Alerj, liderada pelo deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL.

Na ocasião, pescadores acusaram a CSA de contratar integrantes de milicia para atuar como seguranças. Em seu depoimento, o representante da CSA, Pedro Teixeira afirmou desconhecer as ameaças e ocorrências de mortes mas reconheceu que o homem apontado pelos pescadores como miliciano é realmente chefe de segurança patrimonial da empresa.

Os pescadores relataram também que a empresa utilizou lanchas potentes para ameaçá-los o que causou uma colisão que resultou na morte do pescador. Outro foi mantido em clínicas sem o conhecimento da família. Durante as buscas pelo desaparecido, o Corpo de Bombeiros, acionado pelos pescadores, acabou encontrando os três cadáveres vestidos com uniformes de operários.

Não bastasse as denúncias de violência, Organizações Não Governamentais acusam a CSA de cometer irregularidades ambientais e de ter influenciado na demissão de funcionários do Ibama e da Feema que haviam feito ressalvas ao licenciamento da obra. Os pescadores possuem fotos aéreas, tiradas pela Polícia Federal, comprovando que a obra provocou corte de manguezais e o aterro de um rio que desembocava na baía onde navegam os barcos de pesca.

Embora estas ONGs tenham protocolado denúncia junto ao Ministério Público e tenham levado um dossiê à presidência do BNDES, que financiou o projeto em R$1,48 bilhão, nada foi feito a respeito das irregularidades.

Orçada em R$ 15 bilhões, a CSA será visitada, esta semana, pelo presidente Lula. Outro que abona o polo siderúrgico em Santa Cruz é o prefeito Eduardo Paes, autor de mensagem enviada ao Legislativo ampliando a insenção de ISS, benefício já garantido à empresa por lei aprovada pela Câmara Municipal em 2006, antes do início das obras.

A mensagem estende por mais cinco anos a isenção do Imposto Sobre Serviços com o fim de contrapartidas importantes como a aplicação de 25% do valor da isenção e da redução tributária, da qual a empresa se beneficiou, em medidas socioambientais, a implantação do Centro-Escola de Capacitação Técnica para formação de mão de obra local, a elaboração de um Plano Diretor para a região e a recuperação da Baía de Sepetiba.

Em reunião, na Câmara Rio, nesta terça, representantes da empresa e prefeitura tentaram ganhar o apoio dos parlamentares em relação à mensagem mas ouviram minhas críticas e de outros parlamentares. Diante de tanta grita, sugeri a realização de uma audiência pública para ouvir pescadores, trabalhadores e orgãos públicos envolvidos.

Com base nas denúncias sobre impactos ambientais, sequestros, ameaças de morte e mortes efetivas, informações, sem dúvida, suspeitas, o Legislativo precisa, no mínimo, de maiores esclarecimentos antes de qualquer decisão pró CSA.

Esta entrada foi publicada em Leis e Projetos, Meio Ambiente, Urbanismo e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a Algo de podre no reino da CSA

  1. Cláudio Santos disse:

    Prezada equipe do vereador Eliomar Coelho,

    Recentemente indiquei que os membros do Fórum Popular de Políticas Públicas de Duque de Caxias e todos elogiaram muito o design do blog. Nesse sentido, gostaríamos de obter o contato da pessoa que elaborou a estrutura do blog para que possamos apresentar uma proposta de estrutiuração do blog que pretendemos criar para o Fórum.
    Certo de contar com a especial atenção de todos, aproveito o ensejo para mandar um abraço para o combativo vereador extensivo a toda equipe.

    Atenciosamente
    Cláudio Santos
    9188-3388

  2. Feliep Gomes disse:

    Vereador Eliomar, este blog está de parabéns!
    Realmente denunciar um empreendimento em que está envolvido tanto dinheiro é um ato de coragem. Não fui seu eleitor, mas daqui para frente acompanharei seu trabalho mais de perto.

    Um grande abraço,

    Felipe Gomes

    • eliomar coelho disse:

      Caro Felipe,

      Muito obrigado. Uma das funções do vereador é estar atento, fiscalizando e, se necessário, denunciando. E um mandato parlamentar é a voz da população.

      Abs,
      Eliomar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>