Blog

Artigo de Jean Wyllys: Chega de calúnia

“Sou alvo das mais pesadas calúnias e falsidades desde que assumi o mandato.

Campanhas difamatórias, orquestradas por um grupo de políticos e pastores-empresários que vocês já conhecem. Essa gente não tem escrúpulos e também não tem limites, e o tipo de barbaridades que falam sobre mim é de arrepiar. Estas campanhas são sempre requentadas, reaparecendo nos mais variados espaços, e desta vez voltaram com força total durante e depois do segundo turno das eleições, patrocinadas pelos mesmos fundamentalistas e fascistas que agora lideram o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Contra essa corja – que vai de parlamentares a assessores, pastores e pessoas que compartilham essas calúnias em suas redes sociais, representei criminalmente (por calúnia, difamação, falsificação de documento público, injúria, falsidade ideológica, formação de quadrilha e improbidade administrativa) no Supremo Tribunal Federal, na Procuradoria Geral da República, na Polícia Federal e na Corregedoria da Câmara dos Deputados; e aguardo um posicionamento firme de cada uma destas instâncias. Os/as difamador@s precisam saber que suas manipulações e calúnias não ficam mais impunes!

Pra quem pensa que eu não deveria dar bola para isto, pois as pessoas não acreditam nestes boatos, proponho um exercício: como vocês se sentiriam se encontrassem, toda semana, um meme no Facebook com a cara e o nome de vocês, dizendo que vocês defendem a pedofilia (afirmação atribuída a uma suposta entrevista que haveria dado à rádio CBN, que, inclusive, já desmentiu essa informação em nota oficial)? Ou como se sentiriam se fossem acusad@s de serem autor@s de frases que dizem que Bíblia é “uma palhaçada” e que os cristãos são “doentes”, mesmo uma fonte para estas informações jamais ser apresentada (podem procurar o quanto quiserem que não encontrarão nada, pois não passam de MENTIRAS GROTESCAS sobre a minha pessoa)? Ou ainda se lhes fossem atribuída a autoria de um projeto que obrigará as crianças a mudar de sexo! Imaginem!

O objetivo disso, claro, é me caracterizar como um inimigo dos cristãos, que não sou e nem poderia ser, porque a minha própria formação política começou na pastoral da juventude da Igreja católica, na minha cidade natal, Alagoinhas. As quadrilhas que organizam essa campanha contra mim são bancadas por muita grana e toda uma rede de igrejas-caça-níquel de orientação fundamentalista que ajudam a espalhar as mentiras. Aquela falsa entrevista desmentida pela CBN que me associa à pedofilia foi curtida e compartilhada por milhares de pessoas! Pasmem! Ou seja, quem acha que ninguém acredita nessas calúnias contra a minha pessoa, está muito, mas muito enganad@.

Então, amigas e amigos, eu preciso muito da ajuda de vocês!! Se vocês acharem esse tipo de calúnia sobre mim nas redes sociais, NUNCA compartilhem, nem sequer para mostrar indignação por ela. Denunciem ao Facebook. E se algum contato de vocês compartilhar, falem para ele que tudo isso é mentira e faz parte de uma campanha criminosa daquel@s bandid@s que não toleram que um gay assumido e orgulhoso que defende os direitos humanos de todos e todas e luta pelo estado laico, pelas liberdades individuais e pela igualdade de direitos tenha uma cadeira no Congresso nacional.”

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>