Notícias

Árvores, para que as quero?

A aridez no bairro de Santa Cruz


Basta olhar e ver. Aonde estão a maioria das árvores da cidade? As ruas da Zona Norte e Oeste da cidade tem muito menos árvores que o Centro ou a Zona Sul. Por isso, para dar apenas dois exemplos, a temperatura sobe em bairros com paisagem árida como Bangu ou Realengo. Como se sabe, a boa arborização reduz o calor em até 4ºC. A Fundação Parques e Jardins afirma que são plantadas, todos os anos, 20 mil mudas na cidade. Deste total, 30% não resistem às chuvas fortes, ao atrito do trânsito, aos desabamentos de encostas e outras intempéries urbanas.

A verdade é que estudos mostram que o Rio perde cobertura vegetal a cada ano e não é difícil constatar este fato se caminhamos nas Zona Norte e Oeste, onde troncos fenecem nas calçadas. A cidade se vê assolada por uma praga desvastadora, a erva-de-passarinho – um parasita que suga e mata a árvore. Na tentativa de salvar as que foram atacadas, a Comlurb tem feito podas radicais que estão despertando a ira de moradores e têm contribuído para aumentar nossa selva urbana.

A exuberância no bairro do Flamengo


Para além deste problema real, que fica visível nas feridas abertas pela praga nos troncos e galhos, o Rio de Janeiro é uma cidade partida no que tange à arborização. Estima-se que existam, hoje, mais de 800 mil árvores condensadas nas áreas contempladas com algum projeto urbanístico, como o Aterro do Flamengo. Por isso, existe um desequilíbrio na cobertura verde e quem perde, como já disse, são os moradores das Zonas Norte e Oeste.

As árvores não tem só a função estética de embelezar. Elas são estratégicas para o ecossistema porque retiram gases poluentes do ar e têm o papel de amenizar o clima. As cortinas vegetais também têm o poder de diminuir em cerca de 10% o teor de poeira e reduzir o nível de ruído uma vez que ajudam a obstruir a propagação de som.

Fica a pergunta: porque não se plantam mais árvores na ruas e calçadas peladas da cidade?

Esta entrada foi publicada em Cidade, Notícias, Urbanismo e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Árvores, para que as quero?

  1. Por que não dá voto? (rs) Se bem que não basta plantar, é preciso também cuidar e manter. Outro problema são as espécies escolhidas.: amendoeiras, jaqueiras… árvores cujas raízes destróem o passeio público e sujam as ruas.
    Seria adequado escolher espécies nativas do Rio de Janeiro e que não causassem dano às ruas. Por que não pensar em árvores frutíferas?
    Mais uma vez, será preciso educar as pessoas para que não depredem ou urinem nas árvores.
    Um abraço.

    • eliomar coelho disse:

      Gostaria de acreditar que projetos em busca de uma melhor arborização, sim, dão voto! É fácil constatar como a aridez aumenta o calor e prejudica o meio ambiente. Não deveria ser difícil engajar a população em uma campanha em prol de mais árvores, que estimule também atitudes de cuidado, proteção e manutenção.

      Abs,
      Eliomar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>