Rio - 10 de dezembro de 2014

Bancada Vereador Maurício Azedo

Será inaugurada amanhã, às 15h30, a placa “Vereador Maurício Azedo” que dará nome à bancada da imprensa no plenário da Câmara Rio. A homenagem do vereador Eliomar Coelho, in memoriam, é uma forma de registrar a importância de Azedo como jornalista e parlamentar do Rio de Janeiro. Presidente da Associação Brasileira de Imprensa, membro do Partido Comunista Brasileiro, vereador pelo PDT, Azedo sempre defendeu a liberdade de imprensa. A primeira tribuna de imprensa foi criada no Parlamento britânico, no século XVIII, quando foi permitida a publicização das notícias políticas. A imprensa opinativa tornou-se, então uma das ferramentas na difusão de informação que fomentava debates públicos, reflexão crítica e participação política para além dos círculos burgueses.
Dia: quinta-feira, 11/12
Hora: 15h30
Local: Plenário da Câmara Rio

Degradação ambiental
Diligência realizada por parlamentares, na sexta-feira (05/12), com a participação de Eliomar Coelho e ativistas de Direitos Humanos e da área de Saúde nos locais mais atingidos pela chuva de prata e poluição causada pela siderúrgica TKCSA, constatou degradação ambiental. Gigogas (espécie de planta que indica alto índice de poluição) se acumulam nos canais do Rio Guandu, que passam ao longo e dentro do terreno da empresa. O grupo visitou dois centros de saúde, se reuniu com moradores e verificou aumento no registro de casos de irritação da pele e dos olhos, e ocorrência de câncer, particularmente nos últimos dois anos. Até hoje muitas famílias se utilizam da água dos rios e lençóis freáticos, sem qualquer controle de qualidade. Esse foi apontado como um dos fatores mais evidentes de ameaça à saúde na região conhecida como Chatuba e outras áreas próximas aos principais canais. A missão de parlamentares estuda, agora, ações contra a TKCSA a fim de penalizar a empresa e reduzir os estragos causados pela poluição. Saiba mais sobre a vistoria dos parlamentares em Santa Cruz.

Ilegalidade absolvida
Em agosto de 2011, o Mandato Eliomar Coelho entrou com uma representação no Tribunal de Contas do Município para que fosse investigado o convênio entre a RioÔnibus e a Secretaria de Educação. No dia 14/11, mais de 3 anos depois, aceitando os argumentos da prefeitura acerca da legalidade e da razoabilidade dos dados apresentados pela RioÔnibus, o TCM decidiu pela improcedência e pelo arquivamento da representação. O relatório pedindo o arquivamento foi feito pelo Conselheiro Antônio Carlos Flores de Moraes, o mesmo que, em 2013, pedira o arquivamento do processo que investigava a formação de cartel na licitação de 2010. Os conselheiros que votaram favorável ao relatório foram Fernando Bueno, Nestor Rocha e Ivan Moreira.

Hora da despedida

Amanhã, quinta-feira (11/12), será um dia emocionante para Eliomar. “Será a ultima vez que farei uso da Tribuna que, desde 1987 (excetuando o período de 93/97), eu ocupei em quase todas as sessões plenárias do Parlamento Carioca. Procurei em todo esse tempo pautar meu mandato principalmente pela combatividade, ética e coerência”, diz. O parlamentar convida todos a assistirem essa última fala como vereador do Rio que acontecerá em algum momento entre 14:30 e 16:00 no Plenário da Câmara, e será transmitida ao vivo pela TV Câmara Rio (canal 12 da NET), e pelo site da Câmara. Quem preferir, pode assistir da própria galeria do Palácio Pedro Ernesto.

Ocupa Golfe: o que eles querem?

Desde a última sexta-feira (05/12), ativistas do movimento “Golfe para quem?” instalaram o Ocupa Golfe em frente ao canteiro de obras de um condomínio de luxo que a empresa Fiori Empreendimentos construirá ao lado do campo olímpico. Eles denunciam a ilegalidade do campo de golfe que já causou devastação ambiental irreversível no Parque Natural Municipal de Marapendi. Para execução da obra, legislação urbanística foi alterada pela Lei complementar nº 125/2013, proposta pela prefeitura. “Após os jogos, a área será destinada à iniciativa privada que construirá um condomínio de 22 prédios de luxo, cada um com 23 andares, deixando claramente exposta a intenção da iniciativa privada e da prefeitura na escolha da área: especulação imobiliária”, expõe o manifesto do Ocupa Golfe. O que eles querem? Explicações do prefeito, a suspensão, pelo Ministério Público, da licença ambiental concedida para a construção do campo de golfe, a revogação da lei complementar n.º 125/2013 e o reflorestamento e recuperação da parte da reserva que já foi devastada. Leia o manifesto do Ocupa Golfe.

Olha a ciranda!

Domingo de PSOL na orla de Copacabana com a alegria da ciranda de Lucio Sanfilippo que atraiu atenção, como sempre, com seu belo repertório musical e o apoio luxuoso de jovens músicos talentosos. Muita gente caiu na dança! Foi mais uma atividade cultural do PSOL no ponto de encontro da militância, Avenida Atlântica em frente a Rua Santa Clara. Foto de Cícero Rodrigues. Veja mais fotos.

A morte que não comove
Joselício Júnior
“Por negro morto em Ferguson, 170 cidades em 37 estados americanos tiveram protestos. No Brasil, nada é feito, mesmo quando 77% das vítimas dos 56 mil assassinatos no país são negros ou negras, como em 2012. A naturalização da morte negra no nosso país está intimamente ligada há um projeto de controle social da classe trabalhadora.” Leia na íntegra o artigo do jornalista, militante do PSOL e do Círculo Palmarino.

RIO ANTIGO
Foi a ousadia de um ato de desobediência civil em 1964, que deu, aos moradores do Rio de Janeiro, a Praia de Botafogo. Foi Lota Macedo de Soares quem mandou aterrar a enseada que tinha apenas uma nesga de areia durante as marés baixas. Viaje no tempo