Notícias

Benefícios fiscais dados pelo Estado chegam a R$ 219 bilhões

R$ 219.000.000.000 (219 bilhões de reais) é o valor que deixou de entrar nos cofres do Tesouro Estadual por causa de benefícios fiscais concedidos por Cabral, Pezão e Dornelles. Esse valor seria suficiente para pagar toda a folha de servidores do estado por quase 9 anos!

Mas o mais inacreditável é que Pezão, com o Estado quebrado, continua a dar benefícios fiscais (Diário Oficial de 5/6). Desta vez,  assinou o enquadramento de três novas empresas horas após começar a valer os efeitos da queda da liminar no TJ que impedia a concessão de novas renúncias. Para evitar que a sangria continue, entramos com Projeto de Decreto Legislativo para sustar as medidas de Pezão.

É claro que incentivos fiscais são importantes quando servem para alavancar de verdade a economia do estado e quando trazem boas contrapartidas. No caso do Rio, o que há é uma farra de distribuição fiscal sem controle, sem transparência e sem critérios.

Só a H.Stern (uma das joalherias mais caras do Brasil), já teve mais de R$110 milhões em renúncia fiscal. Bom lembrar que essa empresa está nas lavagens de dinheiro de Sergio Cabral.

O grupo L’Oréal, “lider mundial em beleza”, já foi beneficiado em mais de R$1 bilhão de reais.

Na Alerj, o PSOL pediu uma CPI para investigar e separar o joio do trigo, quais benefícios são bons e quais são frutos de negociatas que causam prejuízos ao estado.

O presidente da Alerj, e do PMDB, está impedindo a CPI pois nomeou uma Comissão praticamente toda governista, descumprindo o Regimento Interno.

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>