Notícias

Cassino da Urca tombado por unanimidade

Cassino da Urca

Cassino da Urca


Foi aprovado, por unanimidade (30 votos a favor contra 0 contra), projeto de minha autoria que tomba o Cassino da Urca e o Quadrado da Urca. A votação na Câmara Municipal foi uma prova de que a mobilização da população é de suma importância para interferir nos rumos da cidade.

No plenário, os representantes da Associação de Moradores da Urca (AMOUR) vibraram com a conquista. Eles sabem que o tombamento ajuda a inviabilizar a instalação do Instituto Europeu de Design no prédio onde funcionava o Cassino da Urca e a extinta TV Tupi. Os moradores da Urca não querem o IED. O bairro não comporta uma escola para 500 alunos.

O projeto aprovado determina que o prédio seja destinado a fins culturais. Por que não usar o antigo Cassino para abrigar o Museu do Rádio ou o Museu da Cidade como desejam os moradores?

Você tem alguma sugestão para o melhor aproveitamento do Cassino da Urca? Qual sua opinião sobre o tombamento do Cassino?

Esta entrada foi publicada em Notícias, Urbanismo e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

20 respostas a Cassino da Urca tombado por unanimidade

  1. Ronaldo Marques disse:

    Nossos parabens pela aprovação do projeto. Otima a sugestão do Museu do Radio que poderia acrescentar também a historia da televisão, ja que o predio foi sede da TV Tupi na decada de 50.

  2. Ronaldo Luiz disse:

    Caro Eliomar,

    Penso que o antigo Cassino da Urca é o local ideal para

    abrigar o Museu da Imagem e do Som, em vez do prédio

    da Dicoteca Help na Av Atlantica!.

    Um abraço fraternal

    Ronaldo

    • eliomar coelho disse:

      Caro Ronaldo,

      Vamos iniciar agora a mobilização para a ocupação do Cassino da Urca por uma instituição cultural. Projetos já existem e a Urca merece ver a bela construção ganhar vida novamente. De uma forma racional que não venha a comprometer o cotidiano do bairro.

      Obrigado pelo comentário.

      Abs,

      Eliomar

  3. Ernesto Phelps disse:

    Parabéns, Eliomar.
    O que deveria ser feito lá é o que já tinha sido fartamente discutido com moradores (da Associação ou não) e arquitetos e cuja planta tivera sido aprovada pela Prefeitura.

    Foi a partir desta aprovação que as obras de demolição começaram, nada tendo a ver com o IED. (Aliás gostaria de saber no improbabilíssimo caso de o IED permanecer, se ele vai pagar à Prefeitura os meses de demolição que precederam sua vinda).

    O projeto é para o Museu do Rio, com espaço inclusive para a memória da TV no Brasil.
    Tudo já foi aprovado, até o pequeno estacionamento. É só começar a adequar o prédio atual ao Museu.

    Na verdade eu não sei é como uma instituição, seja qual for, pode usar um próprio municipal sem concorrência, com contrato feito na surdina e eivado de irregularidades tais como “etc…” nos usos possíveis. E por 50 anos!!!!

    Parabéns! Vamos relocar este IED para onde for LEGALMENTE possível.

    • eliomar coelho disse:

      Caro Phelps,

      Vamos iniciar agora a mobilização para a ocupação do Cassino da Urca por uma instituição cultural. Projetos já existem e a Urca merece ver a bela construção ganhar vida novamente. De uma forma racional que não venha a comprometer o cotidiano do bairro.

      Obrigado pelo comentário.

      Abs,

      Eliomar

  4. Eriksom disse:

    É lastimável sua proposição contra o IED, pois foi baseada em falsos argumentos e em manifestação de uma pequena parte da população da Urca, e nenhuma da população do Rio. Já escrevi sobre isso antes aqui nesta página. A Amour representa apenas e tão-somente seus associados, jamais os moradores da Urca ou do Rio de Janeiro.

    Cobro de você, Eliomar, uma postura correta que é a de apresentar propostas de recuperação e dinamização do Rio de Janeiro, desde atividades econômicas (lembro que culturais também são econômicas) a melhoria efetiva das condições de mobilidade (transporte de massas e pessoal).

    Com relação a ser aprovado por unanimidade, nada representa, pois sabemos a qualidade dos vereadores que votaram, e como muitos podem “se interessar” em votar assim ou assado com relação a determinado projeto.

    Pena, meu caro amigo, em quem voto há décadas, sua postura com visão restrita e de mero “corporativismo”. Quero ver você colocar em discussão a Olimpíada, que será mais uma atraso e despedício de recursos no Rio.

    Espero e cobro muito mais de você e de seu mandato. O Rio precisa disso

    Um abraço

    Eriksom

    • eliomar coelho disse:

      Caro Eriksom,

      Gostaria de lembrar, que o Ministério Público, antes até do projeto de lei ser aprovado, já tinha proibido a instalação do IED por conta de o convênio ter sido feito de forma ilegal, sem respeitar os trâmites necessários, sem a devida licitação. Os argumentos, portanto, estão aí. Não são falsos. Há um imbroglio e, sim, é legítima a mobilização dos moradores da Urca que chegaram a fazer abaixo-assinado e manisfestações contra o IED.

      Quis instalar a CPI do Pan mas apesar de muita insistência não consegui aprová-la na Câmara. E, sem dúvida, não acho correto que os governos municipal, estadual e federal só façam investimentos porque estão atrelados à campanha Rio 2016. A meu ver, os investimentos devem ser contínuos, seguindo prioridades sociais (habitação, educação, saúde, segurança, etc.). Porque simplesmente isso é um direito do cidadão.

      Obrigado pela sua participação.

      Abs,
      Eliomar

      • Eriksom disse:

        Eliomar

        Eu realmente não consigo compreender como um certame licitatório poderia ser útil nesse processo. Sou daqueles que reconhecem méritos no MP, mas que sabe que eles extrapolam centenas de vezes (e se omitem em outras). Mas não é esse o tema aqui.

        Insisto, creio que seja uma grande perda dar como destino ao Cassino da Urca ser um museu. O Rio já tem mais museus que Paris, nenhum funciona.

        Quanto a Urca, bem, reafirmo que não reconheço Amour ou qualquer outra como representante de moradores de um bairro. Como fazer consultas aos moradores: só reconheço o método de consultas diretas. Porém, há o problema de contrariar um bairro para satisfazer outros. Por exemplo, sou favorável a restringir o acesso a Barra nos horários de pico de trânsito através da Zona Sul (tunel do Joá), pois isso transformou toda a Zona Sul do Rio num imenso corredor. Como corrigir isso: somente com planejamento adequado do sistema de transportes de massas.

        Quanto às Olimpíadas: será mais uma dilapidação de recursos públicos, infelizmente.

        E o projeto de Revitalização do Porto do Rio, esse, creio, é o pior de todos. Mas os outros 29 vereadores que votaram com você estarão todos calados. E aprovarão o acordo da Prefeitura com o IED para lá se instalar, mesmo sem licitação.

        Abraços

        Eriksom

  5. Luciaurea O. Cavalcanti disse:

    Eliomar,
    Parabéns!!!! Mais uma vez tenho a satisfação de comprovar que vale a pena ter você como Nosso Vereador.

    Concordo com as propostas de Ronaldo Marques e Ronaldo Luiz. Resgatar os vários acervos que estão encaixotados e espalhados, filmes de espetáculos memoráveis do Cassino. Puxa, é de arrepiar.

    Um grande abraço,

    Luciaurea

    • eliomar coelho disse:

      Cara Luciaurea,

      Obrigado pela participação. Espero que a Prefeitura encontre o melhor destino para o Cassino da Urca. Nossa mobilização deve continuar.

      Abs,
      Eliomar

  6. Dani Foot disse:

    Com muita emoção leio esse texto do mais combatente edil daquela casa de leis.
    Parabéns Eliomar!

  7. gilda augusta disse:

    Caro Ver. Eliomar,

    Ainda acho que o melhor de se fazer no saudoso Casino da
    Urca, seria o de reativá-lo. Por que? Porque nos países considerados de primeiro mundo hah casinos. Joga quem pode ou quer, com os limites legais. No Brasil não temos desde 1946 essas casas de espetáculos onde se apresentaram grandes nomes da música brasileira, como Carmen Miranda e outros internacionais.

    Só não se deveria instalar casinos em locais urbanos, como os inúmeros bingos, com instalações próximas ás dos casinos (riquissimas), mas em locais fora dos centros como, por exemplo, nos Estados Unidos, que usaram local semelhante ao nosso nordeste árido e ali fizeram uma das maiores fontes de renda turística, assim como o Uruguai. Qual a explicação para não termos casino?

    Parabéns pela sua iniciativa.

    Repito, quem não tiver dinheiro para jogar ou se deslocar dentro do País, ficará na vontade.

    Os brasileiros com recursos financeiros saem do Brasil para levar as divisas para os países onde os casinos são oficiais.
    Que o ex-Casino da Urca virasse um centro cultural de primeira linha, mas os grandes e ousados investidores brasileiros que quisessem e pudessem criar um casino no Brasil, seria ótimo, pois nossos REAIS ficariam por aqui e ainda entrariam outras moedas de turistas estrangeiros.

    Dou exemplo do Casino do Estoril, Monaco etc. São casas de jogos oficiais e famosas no mundo inteiro.

    Posso aqui usar um ditado: quem não tem condições, não se estabelece.

    Posso fazer-lhe uma pergunta: Por que o Congresso não aventa a possibilidade de reabrir os Casinos no Brasil. ???

    Até

    • eliomar coelho disse:

      Cara Gilda,

      Existe um projeto tramitando no Congresso que trata deste assunto. Mas não é possível precisar quanto tempo durará esta discussão e se a proposta será aprovada, uma vez que encontra a resistência de alguns setores da sociedade. A meu ver, o Cassino da Urca precisa de um destino mais imediato. Por isso, é muito importante, agora, mantermos a mobilização para definir que instituição será instalada lá.

      Obrigado pela discussão e participação.

      Abs,
      Eliomar

  8. Luda Caetano disse:

    Olá,

    seria ótimo um museu discreto. Mas, o que quer que seja, deve trazer junto o devido estacionamento para os carros. Há um terreninho ao lado, ou o prédio a seguir, que podem ser adaptados. Para isso nao faltaria projeto.

    • eliomar coelho disse:

      Cara Lourdinha,

      Ótima sugestão. É preciso agora manter a mobilização e encontrar logo um destino para o Cassino da Urca pois, a julgar pela postura do prefeito, a instalação do IED no bairro da Urca não foi totalmente descartada. Mesmo com decisão judicial que inviabiliza isso.

      Abs,
      Eliomar

  9. Lucia Moreira disse:

    Caro Eliomar,
    Gostaria de propor a criação de um centro de cultura marítima que se integrasse à cidade, com uma compreensão do significado do mar para o País, questão urgente quando acordamos para as riquezas do pré-sal.
    Lá funcionaria ainda um centro de excelencia – uma rede ligada à chamada Amazônia AZul.
    Gostaria muito de apresentar a proposta do grupo que represento, com o apoio de entidades nacionais.
    Grata,
    Lucia

  10. Denis Leite disse:

    Bem, com o tombamento do Cassino de fato o IED não poderá ser instalado, acho que isso atende aos moradores da Urca contrários aos transtornos que tal instituto traria.
    E agora, o que fazer do prédio, ali parado, vazio, com uma parte recuperada e a outra em ruínas?, inclusive com trecho sobre a rua, abandonado corre o risco de se degradar ainda mais, afinal qual solução?, o que os moradores afinal querem?, na minha opinião os moradores na realidade torcem para que o histórico prédio se arruine o mais rápido possível para facilitar a sua demolição, sendo assim no seu espaço se faria uma praça arborizada, um calçadão, livrando a Urca de tão “incômoda”construção, a mantendo imaculadamente residencial. Por que os moradores da Urca não abrem o jogo, e pedem o destombamento e a demolição do antigo Cassino da Urca? Ora, quanto a rica história do prédio? Que se dane….

    • eliomar coelho disse:

      Caro Denis,

      Para além da grita dos moradores da Urca, há um imbroglio na Justiça pois a concessão do espaço para o IED foi feita de forma irregular. Portanto, a Prefeitura, hoje, se vê impedida de sacramentar o acordo feito com o instituto italiano. A rejeição dos moradores só veio reforçar. Mas existem propostas alternativas de ocupação do Cassino por parte dos moradores. Difícil é se chegar a um denominador comum.

      Obrigado por expressar sua opinião. Outras pessoas já manifestaram apoio ao IED em comentários postados neste blog.
      Abs,
      Eliomar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>