Notícias

Concentração de renda aprofunda desigualdades sociais

Muitas crianças que vivem em situação de extrema pobreza no país dependem da escola para sobreviver. O IBGE aponta mais de 2 milhões de alunos na linha da extrema pobreza, a maioria deles em estado de desnutrição. As férias são o período de maior vulnerabilidade e alta nas estatísticas de mortalidade infantil. “Se eu pagar a conta de água, não temos o que comer. Quando a situação aperta, prefiro dar comida pra minha neta e durmo com fome. Nessa época é muito difícil”, conta Marinalva, que teme despejo do prédio do Conjunto Habitacional (COHAB) em que mora, em São Paulo.

Não podemos admitir que essa seja a realidade de nenhum cidadão brasileiro, mas é a de milhões. Triste e apavorante. E a concentração de renda só aumenta sob o governo atual, aprofundando essas desigualdades sociais que relevam tanta gente a condições indignas, degradantes, desumanas.

Leia mais

Esta notícia está no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Direitos Humanos, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>