Notícias

Cotas sociais na UFRJ

Um belo exemplo a se seguir. Depois de meses de polêmica que mobilizou o campus, a Universidade Federal do Rio de Janeiro aprovou a adoção do sistema de cotas sociais para alunos de escolas públicas. Quem bateu o martelo a favor de estudantes desfavorecidos, que já saem com desvantagem na corrida do vestibular, foi o Consuni, o Conselho Universitário da instituição. Se havia, dentro da UFRJ, quem defendesse a adoção de cotas raciais ou mesmo de cota mista (racial e social), infelizmente, estas versões não encontraram respaldo entre a maioria dos professores e funcionários. Mas, considerando que grande parcela da população negra é quem forma boa parte do contingente da população de baixa renda, sabemos que a reserva de vagas na UFRJ garantirá mais acesso aos negros e àqueles que são vítimas da queda no nível de ensino público. Esta é uma boa notícia!

Esta entrada foi publicada em Educação, Notícias e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Cotas sociais na UFRJ

  1. esta é a decisão corretíssima! companheiro Eliomar, na escala dos peconceitos e das discriminações, a dos pobres vem em primeiro lugar, e na sequencia pelas dos negros e da mulher. é assim que a mulher negra e pobre sofre tríplice discriminação. uma solução justa e digna do Consuni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>