Blog

Denúncia: Atletas não têm livre acesso ao Estádio de Remo da Lagoa

Denúncia de Alessandro Zelesco – ex-presidente da Federação de Remo do Estado do Rio de Janeiro – FRERJ

Na qualidade de ex-presidente da Federação de Remo do Estado do Rio de Janeiro – FRERJ assisti hoje de manhã a uma situação deveras humilhante, nos preparativos para a 1a regata do Campeonato Estadual: colaboradores da FRERJ que traziam material para uso e consumo na regata, tiveram que deixar seus veículos fora do Estádio de Remo da Lagoa porque o atual “permissionário” privado deste bem público dedicado a promoção do esporte nega a gratuidade de uso do estacionamento interno nos dias de regata. Nega a gratuidade para colaboradores da FRERJ que estão a serviço da promoção de regatas, atividade fim de qualquer estádio de remo. Como chegamos a este ponto?

Na verdade, a cobrança de taxas de estacionamento para atletas e usuários do estádio de remo em horário complementar ao da atividade comercial recentemente implantada no local, marca uma mudança de paradigma com o que sempre foi anunciado para justificar novas atividades de uso estranhas a uma área esportiva. Sempre foi dito que a atividade comercial, em horário complementar ao remo, não prejudicaria as atividades esportivas. Sempre foi dito, também, que nos dias de regatas, geralmente aos domingos, o estádio, na parte da manhã, seria “do remo”.

E não poderia ser de outra forma, pois é isto que reza o caput da cláusula segunda do “Termo de Permissão de Uso” do Estádio de Remo, onde se lê que “o imóvel objeto desta Permissão de Uso terá a sua destinação voltada, primordialmente, à promoção, à expansão, ao desenvolvimento e ao contínuo fomento da prática do remo brasileiro e de atividades desportivas e de lazer afins”. E em sua cláusula sexta – dos encargos a serem satisfeitos, podemos ver que o Estado do Rio de Janeiro obrigou a empresa “permissionária” a “incentivar as atividades ligadas ao desenvolvimento do remo”.

O constrangimento para com o remo não é uma novidade. A FRERJ teve que recorrer à Justiça para reaver a posse da torre de arbitragem e ainda luta para reaver um tanque de treinamento que foi completamente soterrado para construção de estacionamento de veículos, depois do Pan-2007. O prejuízo para o esporte é evidente.

Amigos do remo, acho que chegou a hora de deixarmos nossas (pequenas) diferenças de lado e assumirmos nossa responsabilidade pelo uso adequado de um bem essencial para o desenvolvimento do Remo nesta cidade que agora é olímpica. Depois de dois anos de espera, finalmente a Ação Civil Pública movida pelo MP tendo a FRERJ como assistente, chegou no STJ. O momento é de união em torno de um objetivo comum.

Para as associações de moradores da Zona Sul que nos lêem em cópia e que assinaram o manifesto abaixo, estamos a disposição para realizar uma apresentação sobre o processo de mudança de uso de uma área esportiva publica em entretenimento comercial para prejuízo de todos, desportistas e moradores.

==============================​======================
MANIFESTO EM DEFESA DO ESTÁDIO DE REMO PARA O ESPORTE E PARA A COMUNIDADE

As associações de moradores da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, abaixo relacionadas, manifestam seu REPÚDIO à aprovação de projetos que alterem a finalidade original do Estádio de Remo da Lagoa, que foi concebido para o desenvolvimento do remo. Somos a favor da REVITALIZAÇÃO da área, dotando suas instalações com melhorias adequadas para o lazer contemplativo e esportivo da população, condizentes com sua característica de parque esportivo público, aberto às comunidades da região para a prática desportiva do remo e outras atividades ao ar livre.

Rio de Janeiro, 20 de junho de 2005 e 05 de outubro de 2011 (Colégio Santo Inácio)

AMOFONTE – Associação de Moradores da Fonte da Saudade e Adjacências

Conselho Sul de Associações de Moradores da FAM-Rio

Associação de Moradores e Amigos do Bairro Peixoto

ALMA – Associação de Moradores da Lauro Muller e Adjacências

Associação Amigos de Chapéu Mangueira

Sociedade Amigos de Copacabana

Rotary Club – Lagoa

AMAB – Associação de Moradores e Amigos de Botafogo

AMALGA – Associação de Moradores do Alto Gávea

AMAH – Associação de Moradores do Alto Humaitá

AMALEBLON – Associação de Moradores e Amigos do Leblon

AMORABASE – Associação dos Moradores do Bairro São Sebastião do Leblon

AMOHU – Associação de Moradores do Humaitá

AMACOPA – Associação de Moradores e Amigos de Copacabana

ANIMA LEBLON – Associação dos Moradores do Leblon

AMAST – Associação de Moradores e Amigos de Santa Tereza

Associação de Moradores da Cruz Vermelha

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Denúncia: Atletas não têm livre acesso ao Estádio de Remo da Lagoa

  1. Pingback: Prefeitura mantém contrato irregular | Eliomar Coelho - PSOL - O vereador do Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>