Notícias

Dois meses após trágedia do bonde, uma série de protestos

Ontem, dia 27 de outubro, fez dois meses que Santa Teresa está sem bonde. Foi a data do acidente que matou 6 pessoas e feriu outras 57 em agosto. Várias manisfestações aconteceram. Uma mobilização na Alerj pediu a abertura da CPI do Bonde. Na ocasião, foi realizada uma homenagem ao motorneiro Nelson Correia da Silva, uma das vítimas. Às 16h, as igrejas do bairro dobraram os sinos e uma chuva de pétalas cobriu o local do acidente, na Rua Joaquim Murtinho. O Placar do Bondinho no Largo dos Guimarães começou contagem dos dias sem bonde.

Nova audiência pública está marcada para o dia 31 de outubro na Alerj. E, novamente, o secretário de Transportes, Júlio Lopes, foi convocado. No domingo, às 10h, o protesto do bonde engrossará a manifestação dos bombeiros em frente à casa do governador, no Leblon. No dia 5 de novembro, sai o Bloco Bonde de Luta. Concentração às 16h, em frente à Fundição Progresso, na Lapa. No proximo sábado, 29/10, haverá ensaio, de 16h às 19h, no pátio da Livraria Ponte das Letras, no Largo dos Guimarães, em Santa Teresa.

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>