Notícias

E se a Cultura realmente parasse?

Durante este período de distanciamento físico, as artes e as comunicações têm sido ferramentas fundamentais para que esse processo não signifique um isolamento de nossa própria coletividade. A música, o teatro, os filmes, os livros, a dança e as diversas manifestações artísticas nas redes se mostraram ainda mais essenciais para nossa saúde mental e física, para nos mantermos vivos e ativos.

Mas, para que toda essa produção artística possa existir, são necessários milhares de trabalhadores e trabalhadoras, que, nesse momento, estão sem qualquer condição de subsistência. Por isso, é dever do Poder Público executar políticas emergenciais que apresentem possibilidades para o setor cultural. A Cultura não pode parar!

Assine o manifesto e pressione: bit.ly/aculturanaopodeparar
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✊ Via @frenteculturarj
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
#CulturaImporta #CulturaÉDireito #LeiEmergenciaCultural #ACulturaNãoPodeParar #Cultura #FiqueEmCasa ##frenteculturarj

Para assistir ao vídeo, basta clicar aqui

Esta notícia está também no Facebook do Eliomar


⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Esta entrada foi publicada em Cultura, Notícias, Politica, Política Nacional, Saúde, Servidores. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>