Notícias

Eliomar se recusa a participar de sabatina de Guaraná

Eliomar Coelho se absteve de participar da sabatina ao vereador Guaraná. O objetivo era discutir e decidir a indicação do parlamentar para ser conselheiro do Tribunal de Contas do Município (TCM). O cargo é vitalício, com aposentadoria compulsória aos 70 anos. Com o apoio de 45 vereadores, o vereador Luiz Antônio Guaraná (PMDB) conseguiu a indicação em sessão que não passou de uma sucessão de bajulações. Por discordar da forma como tem sido feito a escolha, onde o critério que predomina é eminentemente político-fisiológico e baseado num processo totalmente questionável, principalmente sobre o aspecto ético, Eliomar decidiu não participar.

Eliomar explicita todas as razões porque se recusou a participar da sessão:

- Respeitando a posição dos vereadores Renato Cinco, Leonel Brizola Neto e Reimont, este na segunda votação, (o companheiro Vereador Paulo Pinheiro se encontra de licença) que votaram contra a indicação do Guaraná, me recusei a participar da referida sessão por quatro motivos:

-Por nunca ter me sentido contemplado de forma satisfatória às minhas solicitações feitas ao TCM, chegando até a duvidar da sua real necessidade. Os conselheiros do TCM, por exemplo, se recusaram a seguir o Corpo Tecnico da propria Corte que aconselhou, apos minucioso estudo, redução nas tarifas de ônibus. E, com certeza, Guaraná não atuaria diferente num caso desses.

- Por discordar da forma como tem sido feito a escolha, onde o critério que predomina tem sido eminentemente político-fisiológico-viciado e baseado num processo totalmente questionável, principalmente sobre o aspecto ético.

- Por ter afirmado diversas vezes, e em diversas ocasiões, que o TCM tem se tornado, com esses procedimentos adotados para a ocupação dos cargos de conselheiro, simplesmente num espaço de acolhimento de privilegiados que recebem como benesses e prêmios como recompensa àqueles que melhor atenderam a interesses nem sempre republicanos.

-Por último, por não me sentir minimamente confortável em participar de um circo montado para mostrar uma cena que em nada corresponde a verdade do que ali se faz de forma ilusória, ou seja, passar a ideia de que se está encaminhando uma aprovação quando, na verdade, tudo já estava anteriormente acordado.

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a Eliomar se recusa a participar de sabatina de Guaraná

  1. Alexandre Mendes Martins disse:

    Concordo com todos os seus argumentos contrários à escolha do Vereador Guaraná e à atuação dos Conselheiros do TCM, que, na minha opinião, é vergonhosa. Mas não concordo com a sua ausência em plenário. O plenário é a hora de marcarmos posição, independente se não conseguiremos mudar o quadro. Temos que deixar clara e registrada nossa opinião repudiando a politicagem da CMRJ.

  2. Pingback: Abstenção justificada | Eliomar Coelho - PSOL - O vereador do Rio

  3. norberto disse:

    Vergonhoso esses vereadores!!! Como pode um cara que ja foi indiciado como chefe de milicia se tornar conselheiro do TCU?????? Estão loucos os vereadores que apoiaram essa ideia??? fala serio!!!!! vergonha!!

  4. Esta escolha demonstra claramente o esquema montado pelo PMDB para dominar o poder legislativo. Sabemos hoje que o Prefeito decide as leis da CMRJ através de seus pau-mandados que correspondem a grande maioria dos parlamentares desta casa. Nomear o seu braço direito e grande articulador das negociatas do poder público para assumir uma cadeira no TCU é premiar um transgressor da ordem pública que obscurece a dignidade das normas jurídicas criadas pelo município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>