Blog

Enquete

Esta entrada foi publicada em Blog, Cidade e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Enquete

  1. Lucas disse:

    Penso que o Rio tem muito a ganhar sediando as Olimpiadas de 2016. Cabe a população e ao legislativo cobrar transparência nos investimentos e gastos, participação popular na definição dos projetos; além de projetos de longo prazo q possam ser utilizados após o término do evento por toda a população…..pq não pensar em investir mais nas zonas carentes (Norte, Oeste e Portuária)….observei q no PAN investiu-se mais nas áreas q já recebem mais investimento…..Também penso q não devemos ser pessimistas e ficar achando que só os governantes vão lucrar com o evento….temos q mudar…..juntos!

    • eliomar coelho disse:

      Lucas,
      Caro Lucas,

      Boa argumentação. Resta saber daqui a pouco, com a divulgação da sede das Olímpiadas, se as autoridades locais terão que administrar questões como as levantadas por você.

      Obrigado pela participação.

      Abs,
      Eliomar

  2. CARÍSSIMO ELIOMAR, BOM DIA , NA RELAÇÃO DE INVESTIMENTOS PARA A COPA 2014 E OLIMPIADAS 2016, NÃO NOTEI QUALQUER MENÇÃO AO TRANSPORTE HIDROVIÁRIO. QUANDO DISPOMOS DE UMA “ESTRADA” FANTASTICA A NOSSA BAIA GUANABARA. INICIARIAMOS ASSIM UM PROCESSO DE INTEGRAÇÃO E DEMOCRATIZAÇÃO DO TRANSPORTE PÚBLICO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO E GRANDE RIO. PODERIAMOS DISPOR DE UAM LIGAÇÃO AQUAVIARIA ENTRE O GALEÃO-CENTRO E OUTROS BAIRROS, AMPLIAÇÃO DESSE MEIO DE LOCOMOÇÃO JÁ EXISTENTE NA ILHA DO GOV. (COCOTA- PÇA XV), BARCAS PARA S. GONÇALO ,ETC. VAMOS APROVEITAR O ESPAÇO DO CAÍS DO PORTO TAMBÉM COMO ESTAÇÃO. ESSE MEIO DE TRANSPORTE ,SEGURO,CONFORTÁVEL E ECOLOGICAMENTE CORRETO, ALÉM DE OUTROS ARGUMENTOS . UM GRANDE ABRAÇO FRATERNO- PAULO DUQUE( O OUTRO)

  3. Maria da Conceição Monteiro disse:

    Prezado Eliomar,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pelo excelente trabalho e não me arrependo dos votos que lhe dei nas duas últimas eleições e certamente lhe darei nas próximas.

    Acho que o Brasil e o Rio, minha, nossa cidade, bem merecem ser tratado com mais respeito, não só por governantes internacionais, mas principalmente pelos nossos, que, a cada eleição, discursam sobre problemas e soluções, pedem votos e depois se esquecem do povo, das promessas e se unem à maioria, naturalmente de corruptos, para legislar em causa própria. E vencem sempre, em detrimento das necessidades escrachadas de um povo violentado, que vai à luta, mas não sai do lugar, por causa desses governos de mesmices para pior, que se sucedem. Dá para se imaginar uma Central do Brasil em guerra e o povo sem trens em pleno 2010? A Olimpíada vem com muito atraso mesmo, motivo para se refazer tudo isso e dar ao povo o conforto por que paga.

    Como sede de uma olimpíada, seremos também mais respeitados, teremos grande progresso, creio, pois para receber os de fora, os responsáveis terão que prestar contas e fazer o que não fazem por nós, que aqui vivemos e que pagamos e que não usufruimos, como bons transportes, educação decente, hospitaís equipados e seguros, enfim, não temos verdadeiramente nada, sem falar na violência a que nos expomos diariamente. Temos que viver aprisionados, enquanto os ladrões estão livres na rua e os corruptos bem conhecidos também (ninguém é preso nem impedido de se candidatar, não importando os muitos processos e safadezas nas costas, pois a lei lhes confere esses abusos). É mais fácil um ladrão de galinha ser preso ou um mendigo roubando um pote de margarina num supermercado qualquer.

    Vamos lucrar muito com um Rio mais moderno, embora o povo não seja o foco, temos uma minoria pública, como vocè, que trabalha para o povo. A intenção da maioria não é de nos beneficiar diretamente, não será feito para nós, mas para as delegações estrangeiras que virão e os responsáveis agora terão que prestar contas ao COB e a todas as demais siglas com as quais se comprometeram para fazer em 7 anos o que não foi feito em 50. O povo ganha por tabela, mas ganha, enfim.

    Tomara que aconteçam outros eventos no Rio, para que o povo seja benefiado. Não tenho mais grandes esperanças, mas milagres podem acontecer.

    Cordialmente,
    Maria da Conceição Monteiro

    • eliomar coelho disse:

      Cara Maria da Conceição,

      Acredito que será preciso muito fiscalização e cobrança para que todas as metas estabelecidas pelo COB sejam cumpridas. Melhoria no setor de transporte é uma urgência antiga que, por causa dos jogos, virou prioridade. Esperamos que questões sociais prioritárias também entrem na agenda da Rio 2016. Assim, o povo ganhará, de fato, por tabela.

      Obrigado pela participação no blog.

      Abs,
      Eliomar

  4. Maria da Conceição Monteiro disse:

    Prezado Eliomar,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pelo excelente trabalho e não me arrependo dos votos que lhe dei nas duas últimas eleições e certamente lhe darei nas próximas.

    Acho que o Brasil e o Rio, minha, nossa cidade, bem merecem ser tratado com mais respeito, não só por governantes internacionais, mas principalmente pelos nossos, que, a cada eleição, discursam sobre problemas e soluções, pedem votos e depois se esquecem do povo, das promessas e se unem à maioria, naturalmente de corruptos, para legislar em causa própria. E vencem sempre, em detrimento das necessidades escrachadas de um povo violentado, que vai à luta, mas não sai do lugar, por causa desses governos de mesmices para pior, que se sucedem. Dá para se imaginar uma Central do Brasil em guerra e o povo sem trens em pleno 2010? A Olimpíada vem com muito atraso mesmo, motivo para se refazer tudo isso e dar ao povo o conforto por que paga.

    Como sede de uma olimpíada, seremos também mais respeitados, teremos grande progresso, creio, pois para receber os de fora, os responsáveis terão que prestar contas e fazer o que não fazem por nós, que aqui vivemos e que pagamos e que não usufruimos, como bons transportes, educação decente, hospitaís equipados e seguros, enfim, não temos verdadeiramente nada, sem falar na violência a que nos expomos diariamente. Temos que viver aprisionados, enquanto os ladrões estão livres na rua e os corruptos bem conhecidos também (ninguém é preso nem impedido de se candidatar, não importando os muitos processos e safadezas nas costas, pois a lei lhes confere esses abusos). É mais fácil um ladrão de galinha ser preso ou um mendigo roubando um pote de margarina num supermercado qualquer.

    Vamos lucrar muito com um Rio mais moderno, embora o povo não seja o foco, temos uma minoria pública, como vocè, que trabalha para o povo. A intenção da maioria não é de nos beneficiar diretamente, não será feito para nós, mas para as delegações estrangeiras que virão e os responsáveis agora terão que prestar contas ao COB e a todas as demais siglas com as quais se comprometeram para fazer em 7 anos o que não foi feito em 50. O povo ganha por tabela, mas ganha, enfim.

    Tomara que aconteçam outros eventos no Rio, para que o povo seja benefiado. Não tenho mais grandes esperanças, mas milagres podem acontecer.

    Cordialmente,
    Maria da Conceição Monteiro

  5. Maria da Conceição Monteiro disse:

    Prezado Eliomar,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pelo excelente trabalho e não me arrependo dos votos que lhe dei nas duas últimas eleições e certamente lhe darei nas próximas.

    Acho que o Brasil e o Rio, minha, nossa cidade, bem merecem ser tratado com mais respeito, não só por governantes internacionais, mas principalmente pelos nossos, que, a cada eleição, discursam sobre problemas e soluções, pedem votos e depois se esquecem do povo, das promessas e se unem à maioria, naturalmente de corruptos, para legislar em causa própria. E vencem sempre, em detrimento das necessidades escrachadas de um povo violentado, que vai à luta, mas não sai do lugar, por causa desses governos de mesmices para pior, que se sucedem. Dá para se imaginar uma Central do Brasil em guerra e o povo sem trens em pleno 2010? A Olimpíada vem com muito atraso mesmo, motivo para se refazer tudo isso e dar ao povo o conforto por que paga.

    Como sede de uma olimpíada, seremos também mais respeitados, teremos grande progresso, creio, pois para receber os de fora, os responsáveis terão que prestar contas e fazer o que não fazem por nós, que aqui vivemos e que pagamos e que não usufruimos, como bons transportes, educação decente, hospitaís equipados e seguros, enfim, não temos verdadeiramente nada, sem falar na violência a que nos expomos diariamente. Temos que viver aprisionados, enquanto os ladrões estão livres na rua e os corruptos bem conhecidos também (ninguém é preso nem impedido de se candidatar, não importando os muitos processos e safadezas nas costas, pois a lei lhes confere esses abusos). É mais fácil um ladrão de galinha ser preso ou um mendigo roubando um pote de margarina num supermercado qualquer.

    Vamos lucrar muito com um Rio mais moderno, embora o povo não seja o foco, temos uma minoria pública, como vocè, que trabalha para o povo. A intenção da maioria não é de nos beneficiar diretamente, não será feito para nós, mas para as delegações estrangeiras que virão e os responsáveis agora terão que prestar contas ao COB e a todas as demais siglas com as quais se comprometeram para fazer em 7 anos o que não foi feito em 50. O povo ganha por tabela, mas ganha, enfim.

    Tomara que aconteçam outros eventos no Rio, para que o povo seja benefiado. Não tenho mais grandes esperanças, mas milagres podem acontecer.

    Cordialmente,
    Maria da Conceição Monteiro

  6. Maria da Conceição Monteiro disse:

    Prezado Eliomar,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pelo excelente trabalho e não me arrependo dos votos que lhe dei nas duas últimas eleições e certamente lhe darei nas próximas.

    Acho que o Brasil e o Rio, minha, nossa cidade, bem merecem ser tratado com mais respeito, não só por governantes internacionais, mas principalmente pelos nossos, que, a cada eleição, discursam sobre problemas e soluções, pedem votos e depois se esquecem do povo, das promessas e se unem à maioria, naturalmente de corruptos, para legislar em causa própria. E vencem sempre, em detrimento das necessidades escrachadas de um povo violentado, que vai à luta, mas não sai do lugar, por causa desses governos de mesmices para pior, que se sucedem. Dá para se imaginar uma Central do Brasil em guerra e o povo sem trens em pleno 2010? A Olimpíada vem com muito atraso mesmo, motivo para se refazer tudo isso e dar ao povo o conforto por que paga.

    Como sede de uma olimpíada, seremos também mais respeitados, teremos grande progresso, creio, pois para receber os de fora, os responsáveis terão que prestar contas e fazer o que não fazem por nós, que aqui vivemos e que pagamos e que não usufruimos, como bons transportes, educação decente, hospitaís equipados e seguros, enfim, não temos verdadeiramente nada, sem falar na violência a que nos expomos diariamente. Temos que viver aprisionados, enquanto os ladrões estão livres na rua e os corruptos bem conhecidos também (ninguém é preso nem impedido de se candidatar, não importando os muitos processos e safadezas nas costas, pois a lei lhes confere esses abusos). É mais fácil um ladrão de galinha ser preso ou um mendigo roubando um pote de margarina num supermercado qualquer.

    Vamos lucrar muito com um Rio mais moderno, embora o povo não seja o foco, temos uma minoria pública, como vocè, que trabalha para o povo. A intenção da maioria não é de nos beneficiar diretamente, não será feito para nós, mas para as delegações estrangeiras que virão e os responsáveis agora terão que prestar contas ao COB e a todas as demais siglas com as quais se comprometeram para fazer em 7 anos o que não foi feito em 50. O povo ganha por tabela, mas ganha, enfim.

    Tomara que aconteçam outros eventos no Rio, para que o povo seja benefiado. Não tenho mais grandes esperanças, mas milagres podem acontecer.

    Cordialmente,
    Maria da Conceição Monteiro

  7. Maria da Conceição Monteiro disse:

    Prezado Eliomar,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pelo excelente trabalho e não me arrependo dos votos que lhe dei nas duas últimas eleições e certamente lhe darei nas próximas.

    Acho que o Brasil e o Rio, minha, nossa cidade, bem merecem ser tratado com mais respeito, não só por governantes internacionais, mas principalmente pelos nossos, que, a cada eleição, discursam sobre problemas e soluções, pedem votos e depois se esquecem do povo, das promessas e se unem à maioria, naturalmente de corruptos, para legislar em causa própria. E vencem sempre, em detrimento das necessidades escrachadas de um povo violentado, que vai à luta, mas não sai do lugar, por causa desses governos de mesmices para pior, que se sucedem. Dá para se imaginar uma Central do Brasil em guerra e o povo sem trens em pleno 2010? A Olimpíada vem com muito atraso mesmo, motivo para se refazer tudo isso e dar ao povo o conforto por que paga.

    Como sede de uma olimpíada, seremos também mais respeitados, teremos grande progresso, creio, pois para receber os de fora, os responsáveis terão que prestar contas e fazer o que não fazem por nós, que aqui vivemos e que pagamos e que não usufruimos, como bons transportes, educação decente, hospitaís equipados e seguros, enfim, não temos verdadeiramente nada, sem falar na violência a que nos expomos diariamente. Temos que viver aprisionados, enquanto os ladrões estão livres na rua e os corruptos bem conhecidos também (ninguém é preso nem impedido de se candidatar, não importando os muitos processos e safadezas nas costas, pois a lei lhes confere esses abusos). É mais fácil um ladrão de galinha ser preso ou um mendigo roubando um pote de margarina num supermercado qualquer.

    Vamos lucrar muito com um Rio mais moderno, embora o povo não seja o foco, temos uma minoria pública, como vocè, que trabalha para o povo. A intenção da maioria não é de nos beneficiar diretamente, não será feito para nós, mas para as delegações estrangeiras que virão e os responsáveis agora terão que prestar contas ao COB e a todas as demais siglas com as quais se comprometeram para fazer em 7 anos o que não foi feito em 50. O povo ganha por tabela, mas ganha, enfim.

    Tomara que aconteçam outros eventos no Rio, para que o povo seja benefiado. Não tenho mais grandes esperanças, mas milagres podem acontecer.

    Cordialmente,
    Maria da Conceição Monteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>