Notícias

Epidemia de dengue

Como alertamos aqui em post publicado em 7 de fevereiro, o risco de uma nova epidemia de dengue exigia ações urgentes das autoridades sanitárias. Tanto o governo do estado quanto a prefeitura declararam que a situação estava sob controle. No entanto, sabemos que houve um aumento em 857% dos casos somente na capital. Nove bairros já foram atingidos pelo surto.

Se no ano passado a epidemia deu uma trégua, era crucial manter o trabalho preventivo de combate a dengue. O contigente de 2.400 agentes que trabalhavam no município sofreu uma baixa quando, no final do ano passado, os 1.300 bombeiros que engrossavam o exército contra o mosquito voltaram a trabalhar no estado. O acordo entre estado e município é que a prefeitura iria suprir este déficit mas isso não aconteceu.

Prevenir para não remediar, o velho ditado, cabe muito bem aqui. A vigilância sanitária deve ser permanente e ostensiva. Principalmente em se tratando de uma doença que mata. E, de acordo com as estatísticas, quem mais corre risco são jovens de 15 anos. Na cidade, 50% dos casos atingem pessoas dessa faixa etária.

Esta entrada foi publicada em Cidade, Notícias, Saúde e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>