Notícias

Manifestação marca quatro meses do acidente com bonde

Um ato ecumênico foi realizadoh hoje (27/12), às 16h, no local onde ocorreu o acidente com o bonde de Santa Teresa, quando seis pessoas morreram e outras 27 ficaram feridas em agosto. Inexplicavelmente, foi retirado o altar organizado por moradores para lembrar da tragédia – com um grande manto negro, o nome das vítimas e flores depositadas por desconhecidos – na curva na Rua Almirante Alexandrino onde o bonde tombou.

Na semana passada, foi aprovado um projeto de lei na Alerj, de autoria de Marcelo Freixo, que muda o nome da Estação Carioca dos bondinhos para Estação Nelson Correia da Silva – nome do motorneiro que foi uma das vítimas do acidente.

Marcelo Freixo fez um pronunciamento na sessão de votação afirmando que além da falta de investimento nos bondes há “falta de vergonha na cara dos nossos governantes”.

Freixo lembrou da sentença proferida pela Justiça, em 2009, que estabeleceu uma série de medidas em relação ao sistema de bondes. Entre as determinações, cabia ao governo do estado adotar todas as medidas necessárias para o funcionamento seguro do sistema de bondes, restaurar no prazo de 120 dias o gradil sobre os Arcos da Lapa e restaurar os bondes pendentes de reforma no prazo de 60 dias a contar da intimação da decisão. A multa diária pelo descumprimento da sentença era de 50 mil reais. O governo recorreu duas vezes da sentença e nada foi feito. Antes do acidente com o bonde, um turista francês despencou dos Arcos e morreu.

- A Justiça já tinha dito que (o acidente) era previsível -, afirmou Freixo.

Assista ao pronunciamento na íntegra:

Imagem de Amostra do You Tube
Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>