Notícias

Meu adeus a Aldir Blanc

MEU ADEUS
Por Eliomar Coelho

Acordo sereno, tranquilo e ouço cantares
Leveza da alma acompanha doces sonhos
Embalados na beleza de um coral
Composto pelo trinar dos pássaros
Que executam canções de amor e de vida
Uma mudança no compasso e na consonância
Em adagio num ritmo de repouso
Um pressentimento me assalta
Alguém partiu lá de longe
Trinados de lamento fazem o contraponto vocal
Anunciam que Aldir Blanc
Agora faz o caminho da eternidade
Uma emoção e no choro contido
Minha despedida de quem criou e cantou
Tempos vividos de alegrias e tristezas
Com suas músicas
De afeto, de carinho, de resistência
Acima de tudo de liberdade

Esta notícia está também no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Carnaval, cidadania, Cidade, Cultura, Educação, Notícias, Politica, Política Nacional, Saúde. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>