Rio - 31 de julho de 2013

Mobilização para a CPI dos Ônibus


A pressão popular foi fundamental para que a CPI dos Ônibus saísse do papel. Está marcada para a próxima segunda-feira (05/08), a Plenária popular de mobilização para a CPI dos Ônibus, no Clube de Engenharia, às 18h. O encontro dos movimentos da sociedade civil acontece antes da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito, prevista para quinta-feira (08/08), quando serão definidos os membros da comissão (presidente, relator e vogais). A mesa da plenária será composta por um representante do movimento “O Rio quer: CPI dos Ônibus”, representantes de outros movimentos que defendem a melhoria dos transportes e acadêmicos especializados neste setor. Na ocasião, será lançado o site CPI dos Ônibus, elaborado pelo Mandato Eliomar Coelho (PSOL), que requereu a instalação da CPI na Câmara Rio. A página disponibilizará um banco de dados com toda a documentação sobre a licitação, contratos e aditivos firmados pela prefeitura, entrevistas com especialistas, depoimentos e notícias. A plenária servirá também como fórum para levantar qual a expectativa da sociedade civil sobre a atuação da CPI. Para manter os moradores mobilizados, o movimento Rio quer: CPI dos Ônibus criou o site #Ligado Na CPI para acompanhamento dos trabalhos da comissão e pressão junto ao Legislativo, através de abaixo-assinado. O objetivo é alimentar a participação popular e assegurar resultados concretos para a CPI a partir do engajamento da população.

Dia: segunda-feira, 05/08
Hora: 18h
Local: Clube de Engenharia. Av. Rio Branco, 124, 25° andar, Centro.

Luz sobre a caixa-preta dos ônibus
Eliomar Coelho
“Há mais de cinco décadas, o direito de ir e vir de milhões de cidadãos está entregue às mesmas empresas de ônibus, que nunca primaram pela qualidade de seus serviços e, particularmente nos últimos 20 anos, vêm recebendo sucessivos incentivos fiscais, subsídios e aumentos de tarifa acima da inflação. Tudo isso sem qualquer contrapartida em termos de melhoria nas condições de conforto, pontualidade e segurança das viagens cotidianas.” Leia, na íntegra, o artigo publicado na edição do dia 29/07/2013 no jornal O Globo.

RIO ANTIGO
Para concorrer com os bondes, a Viação Excelsior lançou, em novembro de 1927, um modelo de ônibus de dois andares que tinha capacidade para 28 passageiros embaixo e 34 no andar de cima. E para conquistar usuários adotou motor Daimler e chassi Guy, dispositivo regulador da velocidade, caixas coletoras para bilhetes e cuidados para que não fosse ultrapassada a capacidade máxima de lotação. Viaje no tempo