Notícias

Não é a hora de abrir escolas

Sempre defendemos que as escolas só poderiam estar abertas após a vacinação dos profissionais da educação. Manter as unidades educacionais funcionando neste momento mais crítico da pandemia, com recordes de internações e mortes, é uma tragédia anunciada. Um estudo realizado por pesquisadores de diversas universidades paulistas mostra que a incidência de Covid-19 entre os docentes é 192% maior que a da população adulta.

Tanto na Alerj, quanto nas câmaras municipais e no âmbito federal, há parlamentares defendendo escolas abertas, dizendo que são serviços essenciais. Esses mesmos que hoje defendem à volta às aulas, independente da situação da pandemia, são os que nunca acharam essencial defender o fortalecimento dos recursos para a área. É preciso garantir a vacinação para os trabalhadores da educação pois somente dessa forma teremos um retorno seguro, tanto para os profissionais, quanto para os alunos e seus familiares.

Leia mais

Esta postagem está também no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em cidadania, Cidade, Cultura, Direitos Humanos, Na Mídia, Notícias, Politica, Política Nacional, Saneamento, Saúde, Servidores. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>