Notícias

O drama da educação básica no país

O governo inimigo da Educação esvaziou no primeiro semestre deste ano ações voltadas para a educação básica. Foram afetados, por exemplo, repasses de apoio a educação em tempo integral, construção de creches, alfabetização e ensino técnico. E isto porque a mentira contada pelo governo foi de que investiria na educação básica.

Não houve repasse para o apoio à educação integral nos ensinos fundamental e médio. Para se ter uma noção, em todo o ano passado, foram transferidos R$ 399,6 milhões para 9.197 escolas. Na metade deste ano, o governo repassou zero.

Não houve ainda repasses de modalidades específicas do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) a obras de acessibilidade, fornecimento de água, instalação de internet e apoio a escolas rurais. Em 2018, o gasto federal nessas ações somaram R$ 129,4 milhões.

O MEC só executou até agora a modalidade básica do PDDE, previsto para pequenas obras e compras. Esses repasses somam R$ 343 milhões, 18% do previsto para todo o programa no ano.

Recursos para creches também foram reduzidos. Um terço das crianças de até 3 anos estão nessas instituições, e a meta é chegar a 50% em 2024.

O projeto deste governo é claro. Não podemos admitir que ele destrua o país dessa forma.

Leia mais

Esta notícia está no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Educação, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>