Rio - 3 de maio de 2012

O PSOL quer saber…


Os vereadores Eliomar Coelho e Paulo Pinheiro, ambos do PSOL, protocolaram, nesta quarta-feira (02/05), um requerimento de informações, na Câmara Rio, pedindo explicações ao prefeito sobre a presença do secretário municipal de Urbanismo, Sérgio Dias, na viagem a Paris com o governador Sérgio Cabral e o empresário Fernando Cavendish, que recentemente se afastou da presidência da Delta. As imagens divulgadas pelo ex-governador Anthony Garotinho mostram o grupo dançando e se divertindo com guardanapos na cabeça. As fotos causaram repúdio da opinião pública. Na foto acima, Sérgio Dias é o segundo, da esquerda para a direita, ao lado do governador. O requerimento de informações pede esclarecimentos quanto aos destinos, datas e valores da referida viagem e os responsáveis pelo pagamento. Caso a viagem tenha ocorrido por motivos particulares, o documento solicita ainda o pedido oficial de licença para o secretário Sérgio Dias ausentar-se dos compromissos públicos.

Dengue: o pior ainda está por vir?
Eliomar Coelho
“E vivemos nossa quinta epidemia. No ano passado, alertei repetidas vezes para esse risco pois, no início de 2011, foi registrado, no estado, um aumento de 857% no número de casos. Embora 13 bairros do município do Rio registrassem 314 casos por cem mil, o que a meu ver já deveria ser caracterizado como surto epidêmico, o secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, afirmou que somente desde terça-feira (24/04) podemos considerar que o Rio de Janeiro vive a quinta edição da dengue. Não é aceitável que prefeitura, governo estadual e Ministério da Saúde não consigam exterminar o mosquito Aedes.” Leia na íntegra o artigo

PSOL na TV
Corrupção no governo, o Código Florestal, a reforma urbana, educação pública gratuita e de qualidade e transparência nos recursos públicos foram alguns dos temas que o PSOL tratou nos cinco minutos do programa do partido veiculado na TV na semana passada. “Denunciamos há tempos o esquema envolvendo a Delta, o governo e a prefeitura do Rio de Janeiro. Defendemos uma apuração rigorosa de todos os fatos e a punição dos responsáveis, seja quem for. Mais de R$ 3 bilhões foram para o ralo da corrupção somente neste episódio da Delta. Dinheiro que faltou à educação, à saúde e ao transporte”, afirmou o deputado estadual Marcelo Freixo no programa do PSOL.

Doador não pode ser prestador
Para evitar doações condicionadas à contratações posteriores, a bancada do PSOL na Câmara dos Deputados apresentou projeto de lei propondo que empresas doadoras em campanha eleitoral fiquem proibidas de firmar contratos com os parlamentares beneficiados pelas doações. “A razão de tal proibição é evitar condutas que atentem contra a moralidade que deve existir na Administração Pública”, reitera a justificativa da proposta. O projeto determina que os deputados federais terão que fornecer, à Câmara, a lista dos doadores que é obrigatoriamente encaminhada à Justiça Federal, o que permitirá a fiscalização das contratações realizadas pelos parlamentares.

A poluição na cidade da Rio+20
Uma câmera na mão e uma denúncia na cabeça. O morador Antônio Cardoso vem realizando uma série de filmes curtos mostrando o assoreamento e a poluição no Rio Carioca. Na terça-feira (01/05), ele registrou falhas na estação de tratamento de esgoto instalada, em 2005, em trecho do rio que corta o Parque do Flamengo. Bem próxima a estação, a foz do Rio Carioca desemboca na Praia do Flamengo. Um dos vídeos mostra a água imunda que é arrastada mar adentro. Parte do sistema de comportas que controla a vazão e o nível da água está funcionando manualmente. Não é por acaso que as enchentes nos bairros do Flamengo e Catete são constantes.

Dilma terá coragem de vetar o Código Florestal?
Leonardo Sakamoto
“Seja qual for a decisão que Dilma tomar sobre o novo Código Florestal, aprovado pela Câmara dos Deputados na quarta-feira passada (25/04), ela será emblemática. Mostrará o que será o resto do seu mandato presidencial.” Leia na íntegra o artigo

O STF, as cotas raciais e a luta por um novo Brasil
Ib Sales Tapajós
“26 de abril de 2012 é uma data histórica para o Brasil. Foi neste dia que o Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, que a reserva de vagas para negros nas universidades brasileiras é uma política compatível com a Constituição Federal de 1988. Tal decisão, devido à forma como foi tomada, em profundo consenso entre todos os ministros da corte, representou um “tapa na cara” nos setores mais reacionários da sociedade brasileira, representados pelo DEM, partido que sustentou a inconstitucionalidade das cotas raciais.” Leia na íntegra o artigo

Nosso planeta, nossa casa

Quem passa na Cinelândia pode ver as fotos em grande dimensão da exposição “A terra vista do céu”, uma coleção de imagens produzidas ao longo dos últimos 20 anos pelo fotógrafo e ativista ambiental Yann Arthus-Bertrand. No próximo dia 8 de maio, o Centro Cultural Justiça Federal exibe, às 17h e 19h, o documentário “Nosso planeta, nossa casa” com os registros captados pelo francês em mais de 50 países vistos do céu. A série rendeu um livro com 462 páginas. A foto acima foi tirada nos céus de Papua-Nova Guiné, na Oceania. O CCJF fica na Avenida Rio Branco, 241, no Centro.

Rio antigo
A história do Buraco do Lume, no Centro, que virou Praça Mário Lago