Blog

Opine: cidade maravilhosa

O prefeito Eduardo Paes chega ao final do segundo ano de mandato.  Nós fechamos 2010 com mais um anúncio da prefeitura: na virada do Ano Novo começa a funcionar um Centro de Operações na Cidade Nova que, garante o prefeito, promoverá a integração de 30 órgãos municipais e concessionárias.  E qual o impacto desta novidade? Respostas mais rápidas frente aos problemas rotineiros que nós enfrentamos, promete o prefeito.

E já que estamos falando em problemas do Rio de Janeiro, que não são poucos, nosso último Opine em 2010 quer saber qual o maior ou quais os maiores problemas da nossa cidade? Qual o serviço mais precário? Qual a área mais deficiente? O que causa mais transtorno no seu dia a dia? Faça um balanço da atual administração…

Não vou mencionar este ou aquele problema, não vou sugerir esta ou aquela área com atendimento irregular ou pouco eficiente.  Aguardo as respostas de quem vive as dores e as delícias de ser carioca. Opine!

Esta entrada foi publicada em Blog, Cidade, Opine, Prefeitura e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Opine: cidade maravilhosa

  1. Sílvia disse:

    1º Problema: Remoções (a violência, a falta de respeito aos direitos humanos nas remoções realizadas são um atentado ao estado de direito)

    2º problema: Atenção Básica à Saúde ( especialmente as unidades que estão sob controle orçamentário das OSs – organizações sociais)

    3º Problema: Trânsito

    • eliomar coelho disse:

      Cara Silvia,

      Obrigado por participar do Opine. Vamos tentar traçar um quadro, se o blog receber um número significativo de comentários…

      Abs,
      Eliomar

  2. Saudações

    Problemas cotidianos e “invisíveis” aos olhos governamentais:
    1. Buracos em calçadas e ruas, aliados a falta de adequadação do mobiliário urbano aos portadores de deficiências;
    2. Lugares sem iluminação pública e outros com lâmpadas que não se apagam (e nós pagamos taxa de iluminação pública);
    3. Enchentes agravadas pela falta de manutenção da limpeza dos bueiros;
    4. Ônibus com tarifas caras e sem conforto ou adequação para os deficientes;
    5. Abandono da saúde e da educação;

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>