Rio - 2 de junho de 2015

Oposição com Ética

Após uma pequena pausa para arrumar a casa, estamos de volta com informações do nosso primeiro mandato na Alerj. Neste início, entre as muitas ações da nossa bancada, destacamos três: o PSOL foi o único partido contra a eleição de Jorge Picciani para a presidência da Alerj. Os deputados do PSOL foram os únicos a votar contra a concessão da Medalha Tiradentes ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e a eleição do deputado Domingos Brazão para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, quando votamos em um funcionário de carreira do tribunal. Seguimos firmes, num mandato combativo e pautado pela Ética, atitude e coerência.

Curta e compartilhe nossas redes sociais!

FACEBOOK www.facebook.com/eliomarcoelho

INSTAGRAM www.instagram.com/eliomarcoelho

YOUTUBE www.youtube.com/eliomarcoelho

Eliomar é membro de 3 Comissões Permanentes e vice-presidente da CPI do Crack

  • Política Urbana, Habitação e Assuntos Fundiários 
  • Assuntos Municipais e de Desenvolvimento Regional 
  • Cultura 
  • CPI do Crack

 

Pela estatização do Bilhete Único

O nosso Projeto de Lei 238/2015 aponta o caminho para o governo do estado tomar posse do sistema de transporte público, instituindo a Política Estadual de Mobilidade Urbana e Regional e o Sistema Estadual de Transporte Público e Mobilidade. Com isso, o Estado do Rio passa a ter um marco regulatório estável, coeso, abrangente e integrado, para conduzir reorganização do sistema de transportes, auxiliar o desenvolvimento institucional dos municípios e regiões na questão da mobilidade, e, assumir, de uma vez por todas, o controle público dos fluxos financeiros e do padrão operacional dos diferentes modos de transporte. Não é razoável que os bilhões de reais que circulam no sistema de transportes urbanos e regionais do estado não sejam passíveis de controle público. Tampouco que os recursos do Fundo Estadual de Transporte dependam, única e exclusivamente, da caneta do secretário para definição de rumos e prioridades. Leia mais

 

Cortes de R$ 20 milhões na Educação

Levantamento feito pelo gabinete de Eliomar para o jornal O DIA mostra cortes de R$ 20 milhões em educação. Os cortes prejudicam o aprendizado e revela situação de completo abandono e sucateamento das políticas sociais no nosso estado. De 24 projetos da Educação, 15 sofreram redução. Entre eles, a ampliação e melhoria das unidades escolares, além do pagamento a servidores e o transporte escolar. Neste último serviço, nenhum centavo foi desembolsado até 20 de maio. A secretaria gastou menos R$ 10,9 milhões com o pagamento dos servidores da Educação. Leia mais

 

Martins Pena e Villa-Lobos sofrem com descaso

Duas escolas de arte centenárias, públicas e de referência nacional e internacional, a Escola de Teatro Martins Pena e a Escola de Música Villa-Lobos sofrem com o descaso do governo do estado e só se mantêm de pé graças ao esforço de seus alunos, professores e funcionários. A situação se agravou nos últimos anos revelando um quadro de abandono, de degradação, com o sucateamento das escolas. Logo após ser procurado por alunos, professores e funcionários da escola de teatro, estivemos na Martins Pena (14/5). Faltam professores, manutenção e parte das instalações ameaça desabar. Imediatamente, pedimos uma audiência pública e aprovamos proposta de criação de um Grupo de Trabalho (GT) para resolver, definitivamente, os problemas. Já entregamos um requerimento de informações, em mãos, à Secretaria de Cultura, e estamos aguardando a resposta, além de protocolar um projeto de lei para o tombamento do prédio da Villa-Lobos. Leia mais

Neiva vai fazer falta nos embates políticos, no Maracanã, onde torcia  pelo seu Flamengo, nas rodas de samba e na figura humana que era.

ANTÔNIO DE NEIVA MOREIRA, PRESENTE!

 


PSOL no Lume

Todas as sextas-feiras, a partir das 12h30, PRESTAÇÃO DE CONTAS dos parlamentares do PSOL no Buraco do Lume – Praça Mário Lago. Centro.

 

RIO ANTIGO

Convidados chegam para a sessão solene de inauguração do Palácio Tiradentes, no dia 6 de maio de 1926. No local, funcionou a Cadeia Velha, onde Tiradentes ficou preso três anos. Dali, saiu para a forca. O Palácio Tiradentes é sede da Alerj desde 1975, ano da fusão dos antigos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro. Viaje no tempo