Notícias

Orçamento para 2018 prevê mais cortes em pesquisas e educação

Existe uma enorme incoerência entre aquilo que é apresentado nesta Casa e o que é realizado pelo Executivo. Nada do que é proposto e aprovado na peça orçamentária corresponde, no final do ano, àquilo que é realmente executado.

Para 2018, a área da Ciência e Tecnologia é a que sofrerá os maiores cortes (48%), seguida de outras áreas fundamentais, como a de Saneamento (47%). Isso apenas reforça a política de destruição da educação pública imposta pelo (des)governo Pezão, por meio do desmonte das nossas universidades — Uerj, Uenf, Uezo e Faeterj —, bem como seu descaso com a saúde da população do Rio de Janeiro.

A nossa apreciação tem que ser de rejeição total a esta peça orçamentária que não corresponde minimamente para o que é desejo e manifestação pública da sociedade do Rio de Janeiro!

Assista a fala de Eliomar na tribuna da Alerj

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>