Notícias

Orçamento para o ano que vem será votado nesta quarta (19)

A Alerj vota nesta quarta (19) o projeto de lei elaborado pelo governo de Pezão e Dornelles, que fixa as receitas e despesas do Orçamento de 2019, que deverá ser seguido pelo novo governador. Nosso voto será CONTRÁRIO. Na nossa avaliação, trata-se de um projeto que não traz nada de diferente do que foi apresentado à sociedade nos últimos anos e cujos resultados foram desastrosos na vida do estado e da população, como pudemos ver.

O projeto estima a renúncia tributária de R$ 9.194.405.704 – para 2019 e também para 2020 e 2021 –, não toca na questão da Sonegação Fiscal, que faz o estado perder ainda mais recursos (podendo chegar a uma perda de mais R$ 10 bilhões), e prevê uma recuperação baixíssima da dívida reconhecida de grandes empresas com o estado: 0,27% dos R$ 89 bilhões inscritos na Dívida Ativa.

Por um lado, o projeto prevê pouco ou nenhum avanço pelo aspecto do social e, por outro, mantém a situação fiscal do jeito que está, ou seja, sem nenhum controle das receitas. Com isso, o discurso de ajuste baseado no déficit – que pode chegar a até R$ 8 bilhões –, cai como uma luva para cortar ainda mais direitos da população e para a deterioração ainda maior dos serviços públicos e a desvalorização do servidor.

Veja algumas das emendas que apresentamos ao texto do projeto:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bem-vindo ao Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Notícias, Orçamento. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>