Blog

Os fundamentos da crise do capital e a lógica da especulação sob a ótica do acadêmico David Harvey

O professor David Harvey, geógrafo PHD pela Universidade de Cambridge, fez uma interessante palestra no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Segundo o acadêmico, a crise se move de um setor para outro. “Você poderá achar a crise na indústria, ela será resolvida movendo a crise para o sistema financeiro. Você verá a crise do sistema financeiro sendo resolvida movendo-a para o Estado. Você verá as crises dos Estados sendo resolvidas, como se vê na Grécia, transferindo a crise para as condições de sobrevivência das pessoas.”

“As pessoas se revoltam e então a crise se move novamente para algum outro lugar. A história do capitalismo é a história das mudanças cíclicas das crises de um setor para o outro. Historicamente se verifica que um determinado setor é hegemônico e todo o resto está com problemas.”

Harvey afirmou que esse princípio se aplica até à questão da poluição.

“Você tem poluição no ar, então você se livra dela jogando tudo no mar. Você tem poluição na terra, então você se livra disso jogando tudo no ar. Então o capitalismo não resolve seus problemas de poluição. Ele só muda de lugar. Então, esse princípio do movimento cíclico se aplica às crises em geral.

Vejamos o que ocorreu nos últimos cinco anos e veremos essas duas facetas do movimento cíclico em ação. Primeiro, a crise apareceu atrelada ao mundo do consumo. Existe o consumo de moradia, que de alguma forma não está sendo acompanhado pela produção de moradia, e assim se vê uma incrível pressão sobre os preços nos mercados imobiliários de algumas partes do mundo.

E como resultado disso nós vemos um acúmulo de atividade especulativa nos mercados de moradia. E as pessoas começam a aumentar o seu consumo refinanciando suas casas. Para dar-lhes uma ideia, o número de hipotecas em 2005, nos EUA, era o triplo de 1999, mas 2/3 dessas hipotecas era refinanciamento. E quando você refinancia, o que normalmente acontece é capitalizar a valorização da sua propriedade. Se o financiamento original foi de trezentos mil dólares, a propriedade vale agora seiscentos mil dólares, então porque não refinanciá-la e pegar cem mil dólares que podem ser usados em qualquer coisa?”

Veja aqui o PDF com a íntegra da palestra proferida

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>