Notícias

Manifestação cultural genuína das nossas periferias

O reconhecimento do Funk como patrimônio imaterial do Rio de Janeiro é fundamental e muito simbólico, visto que se trata de uma manifestação cultural genuína das nossas periferias, que, além de música, é uma forma de resistência. E é simbólico porque a cultura do funk é criminalizada: nas favelas, muitas vezes os produtores culturais são violentamente reprimidos por agentes do Estado, que destróem suas caixas de som e os bailes, que hoje estão cada vez mais escassos. Bailes que são o trabalho dessas pessoas e a diversão de tantas outras. Ontem mesmo recebi em meu gabinete produtores culturais que falaram sobre a difícil situação que têm vivido por conta dessa repressão, que não pode continuar. Reconhecer a importância desta cultura é também defendê-la e valorizá-la.

 

 

 

 

 

 

Esta notícia também está no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Cultura, Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>