Notícias

Pezão, preso e inelegível

Há muito tempo denunciamos o abuso de poder político e econômico do Pezão, que concedeu benefícios financeiros a empresas como contrapartida a doações eleitorais. Preso desde o ano passado, ele foi punido por ter favorecido doadores de sua campanha eleitoral em 2014, ficando inelegível até 2022. A decisão foi tomada de forma unânime pelo colegiado do TRE em processo movido pelo companheiro Marcelo Freixo. Para a Procuradoria, ficou provada a “manobra de financiamento” da campanha, apoiada por empresas com contratos com a administração estadual e que já tinham recebido dinheiro público.

 

 

 

 

 

 

 

Você também pode ler esta matéria no Facebook do Eliomar

 

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>