Notícias

Pode até ser legal, mas é imoral!

O governador em exercício Cláudio Castro define como legal a sua atitude em reajustar seu salário e do seu secretariado em 11%. A medida pode até ser legal, mas é IMORAL. O estado tem um déficit orçamentário na casa dos R$ 20 bilhões, o governo apresentou para 2021 um orçamento com cortes de até 50% para algumas áreas, servidores estão com salários congelados desde 2014, a crise na saúde é a maior de todos os tempos, e a prioridade do governador é aumentar o próprio salário.

Nosso mandato sempre esteve ao lado do servidor público e vamos cobrar do governador que sancione a nossa emenda aprovada na Lei Orçamentária Anual com autorização para uma tabela de reajustes do funcionalismo púbico para este ano. Essa é nossa prioridade e deveria ser também a do Poder Executivo.

Nesse momento de pandemia, os profissionais da saúde, que estão na ponta e lutam pelo seu planos de cargos e salários há anos, não foram lembrados pelo governo. Servidores da educação seguem com os salários rebaixados, a despeito da importância demonstrada nessa pandemia sobre suas funções, sempre foram desvalorizados. A cultura, que já tem um orçamento mínimo, teve, para este ano, verba orçamentária diminuída pela metade e Cláudio Castro fez o que? Reajustou o próprio salário.

Queremos ainda que o governador apresente o impacto que esse reajuste causará aos cofres públicos. Vamos cobrar, vamos fiscalizar e estamos buscando uma forma de barrar esse absurdo.

Nossa luta é em defesa dos servidores públicos, esses que são os mais atingidos por essa crise financeira do nosso estado.

https://extra.globo.com/…/aumento-de-11-para-governador…

Esta postagem está também no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em cidadania, Cidade, Notícias, Politica, Servidores. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>