Rio - 2 de outubro de 2019

Por mais transparência no Fundeb

Foto: Octacílio Barbosa

Projeto de lei de Eliomar dá mais transparência ao uso de verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) pela SEEDUC.  Leia mais

Pela rejeição das contas do governo 

O voto foi pela reprovação das contas de Pezão e Dornelles de 2018, em reunião da Comissão de Orçamento (1/10). Eliomar fez isso em respeito a preceitos constitucionais, totalmente desconsiderados pelos governos do PMDB, e defendendo os direitos fundamentais dos cidadãos do nosso estado. Leia mais

Outubro Rosa

Eliomar é autor da Resolução que criou o Mês do Outubro Rosa na Alerj, juntamente com as deputadas da legislatura passada. Durante este mês, a Casa debate o tema e promove atividades com especialistas  para divulgar informações sobre a saúde da mulher,  Leia mais

Ato contra a barbárie

Na frente da Alerj, participando do ato contra a barbárie que está matando nossas crianças e nossos jovens. Leia mais

Cultura na Região Centro-Sul Fluminense

Com fazedores de cultura da Região Centro-Sul Fluminense, onde a Comissão de Cultura da Alerj, presidida por ele, esteve no dia 20 de setembro, em Três Rios. Foi o décimo encontro regional, incluindo o da Capital, e fechou a programação que percorreu todo o nosso estado, e priorizou o debate e ouviu demandas locais. Leia mais

Camarada Jorge Borges, Presente!

Camarada Jorge Borges descansou. Com a gente fica a lembrança do amigo fiel, amado pela sua família, companheiro de um coração enorme e profissional irretocável — técnico brilhante, dos mais competentes sobre políticas públicas no Rio de Janeiro, em especial a área de urbanismo, meio ambiente e transportes.

Mas, além disso, fica a marca do Jorge revolucionário, nosso companheiro Jorjão, que lutou a vida toda por uma sociedade justa, igualitária, ecossocialista e libertária. 

RIO ANTIGO

Em primeiro plano, vemos o “chope duplo”, apelido que os cariocas deram para o ônibus de dois andares, adotados na virada do século vinte na cidade do Rio de Janeiro. O ônibus faz a volta em frente à Praça da República, rodeada por ruas largas e outros espaços públicos amplos, num tempo em que os bondes circulavam ao lado de automóveis, ônibus, caminhões e até carroças.   Viaje no tempo