Rio - 29 de maio de 2013

Por mérito


Eliomar Coelho entrega na próxima segunda-feira, dia 03/06, a Medalha Pedro Ernesto ao deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ). Jean foi o primeiro homossexual assumido a se eleger parlamentar com a bandeira em defesa da causa LBTG. A atuação em seu primeiro mandato já rendeu ao baiano, jornalista e mestre em Letras e Linguística, o prêmio de melhor deputado em Brasília. Jean é um dos líderes no combate à homofobia, ao preconceito contra o negro e a mulher e ao fundamentalismo religioso. Jean terá ao seu lado, na solenidade, Mãe Beata de Iemanjá, mãe-de-santo e Iyalorixá do Candomblé, José Junior, fundador e coordenador do AfroReggae, e o jornalista Alê Youssef. A homenagem é em nome de toda a bancada do PSOL/RJ. Foto de Cícero Rodrigues.

Imbroglio Marina
Eliomar Coelho
“Eike Batista apostou alto. Decidiu realizar um projeto na Marina da Glória a despeito do espaço fazer parte do Parque do Flamengo – área non aedificandi – e estar envolvido em embroglio judicial que não lhe dava total garantia de que a concessão repassada a EBX/REX era favas contadas.” Leia artigo na íntegra

Demolições suspensas
Mais uma liminar baixada pela 1ª Vara da Fazenda Pública na última sexta-feira (24/05) está mantendo de pé o parque aquático Julio De Lamare e o estádio Célio de Barros, no Maracanã. A prefeitura não apresentou documentos a Defensoria Pública Geral do Estado comprovando erro no tombamento. A tese respaldou decreto que destombou o Complexo Esportivo para permitir o bota-abaixo. O mandato trabalha pela votação de projeto de decreto legislativo, apresentado ano passado, que determina a anulação dos efeitos do decreto do prefeito e sustenta que o destombamento não procede.

Debate endossa Saldanha

Sai João Havelange, amigo de Videla. Entra João Saldanha, inimigo de Médici. O debate sobre o projeto de lei que propõe a troca do nome do Engenhão para Estádio Municipal Olímpico João Saldanha endossou a coerência da proposta dos vereadores Eliomar Coelho, Paulo Coelho e Renato Cinco (PSOL). Participaram do encontro, o pesquisador Raul Milliet Filho, sobrinho do comentarista esportivo, Adalberto Leite Martins, ex-goleiro do Botafogo, Nelson Rodrigues Filho, Gustavo Mehl, do Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas, e o estudante Gabriel Marinho dos Santos, da Frente Nacional dos Torcedores. A troca é uma homenagem ao comentarista esportivo, que foi exemplo de ética, e uma reparação pela honraria duvidosa concedida a João Havelange – que batiza o estádio e está envolvido em escândalo de corrupção que envolve milhões em propina – razão pela qual renunciou à presidência honorária da Fifa. Foto de Cícero Rodrigues. Saiba mais

Por que é imoral?
No próximo domingo, 02/06, às 13h, acontece o 2º Protesto Político-Cultural “Golfe para quem”. Será em frente ao BRT Golfe Olímpico, na Av. das Américas km 10, na Barra da Tijuca. E por que a proposta é imoral? Porque a Mata Atlântica é protegida pela Lei Federal 11.428/2006; porque a área encontra-se em litígio na Justiça, sem proprietário reconhecido; porque o projeto visa favorecer interesses das empreiteiras e da especulação imobiliária; porque o Itanhangá Golfe Club, que é sede de importantes eventos internacionais, pode ser adaptado para os jogos olímpicos com custo muito inferior. “O que está por trás desta construção?”, pergunta o movimento contra a devastação da APA Marapendi.

Recorde de remoções

O Rio de Janeiro de Eduardo Paes já removeu cerca de 65 mil pessoas desde janeiro de 2009 – 12 casas a cada dia – mais que os ex-prefeitos Pereira Passos e Lacerda. O dado está na monografia do arquiteto Lucas Faullhaber, da UFF, que também inclui um mapa da realocação (imagem) mostrando “o princípio da exclusão dos mais pobres para a valorização de uma parcela da cidade, reforçando o modelo centro-periferia.” O trabalho observa também a questão da mobilidade. Para o Faullhaber, “as BRT’s representam uma tecnologia ultrapassada e estão associadas a uma política de valorização do solo”. Faullhaber concedeu entrevista ao site do mandato sobre seu trabalho.

Contra a internação compulsória
O PSOL é o único partido que vem combatendo a lei anti-drogas que prevê a internação compulsória de dependentes químicos. Um dos pontos mais criticados por parlamentares do partido é a permissão de internar o dependente contra a sua vontade. “Na prática, este projeto potencializa o uso das drogas, a criminalização e o preconceito”, afirmou o deputado federal Ivan Valente (PSOL/SP). Na próxima terça-feira (04/06), o vereador Renato Cinco (PSOL/RJ) lidera audiência pública sobre recolhimento e internações forçadas na cidade. Será às 9h30, no plenário da Câmara Rio.
Dia: terça-feira, 04/06
Hora: 9h30
Local: plenário da Câmara Rio

Arte na Maré

Pelo segundo ano consecutivo, o Galpão Bela Maré, no Complexo da Maré, abriga o projeto Travessias 2 – Arte Contemporânea na Maré idealizado pelo Observatório de Favelas. Uma exposição coletiva reúne obras de artistas como Ernesto Neto, Carlos Vergara, Daniel Senise e Vik Muniz, entre outros. Na foto, obra Pictures of Magazine 2: Siesta, after Bonnard (2011) de Vik Muniz. A mostra termina no dia 23/06.

RIO ANTIGO
Estreita e muito movimentada, a Rua do Ouvidor ganhou seu nome (ou seria apelido?) definitivo em 1746 porque era lá que residia o ouvidor-mor da cidade, Francisco Berquó da Silva Pereira. E ele não foi o único ouvidor – como eram denominados os magistrados na época do Brasil do antigo Império – a mudar-se para o logradouro. Com registro de existência desde 1578, a rua foi inicialmente batizada de Desvio do Mar porque ligava a orla ao “interior” do Centro. Viaje no tempo