Blog

Por uma Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena pública e de qualidade

Nosso mandato tem acompanhado a grave crise política, institucional, física, administrativa e financeira, por que passa a Escola de Teatro Martins Pena, consequência de anos de sucateamento.

Após reuniões, visita técnica e audiências públicas, conseguimos aprovar, a partir de uma proposição nossa, no âmbito da Comissão de Cultura da Alerj, um Grupo de Trabalho (GT) que objetiva não só definir uma “Política de Estado” para a recuperação da escola, mas, e principalmente, um projeto que resgate a excelência do trabalho desenvolvida por mestres e professores em seus quase dois (2) séculos de existência.

O GT, instituído ontem (31/1), contará com a participação de membros das Comissões de Cultura, Educação, e Ciência e Tecnologia da Alerj, do Ministério da Educação, e das Secretarias Estaduais de Cultura, Educação, Ciência e Tecnologia, da FAETEC e ainda, membros da comunidade escolar: professores, alunos e funcionários.

Não podemos admitir que, no ano do bicentenário de nascimento de Luiz Carlos Martins Penna, o “patrono” da Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Pena – ETET MARTINS PENA –, a escola, reconhecida por toda a sociedade brasileira e em especial pela classe artística, como uma das mais Importantes instituições de formação de atores e atrizes do nosso país – e também por ser a escola pública de teatro em atividade mais antiga da América Latina -, continue em um estado de degradação e sucateamento sem precedentes na história da instituição.

É preciso manter vivo o projeto educativo criado por Martins Pena!

No Grupo de Trabalho defenderemos:

- A permanência da ETET Martins Pena no âmbito da FAETEC/Sec. Estadual de Ciência e Tecnologia;

- A manutenção do Curso Técnico subseqüente;

- Concurso público, imediato e por área/disciplina, específico para docentes e funcionários, para lotação na ETET Martins Pena;

- Recuperação e modernização de toda a infraestrutura; com solução imediata para questões estruturais emergenciais;

- Total transparência na utilização das verbas encaminhadas para a ETET Martins Pena;

- Dotação orçamentária anual própria;

- Fim da taxa de inscrição para o concurso de ingresso ao Curso Técnico;

- Programa de transporte público e gratuito, e de oferta de merenda escolar para todos os alunos.

 

Martins Pena luta contra o sucateamento de sua escola

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>