Praça São Salvador: espaço público

Vamos dar créditos a quem merece. Se hoje a Praça São Salvador, em Laranjeiras, é um espaço público revitalizado e reconhecido como lugar aprazível, parte da responsabilidade cabe a um grupo de cerca de 20 músicos da Escola Portátil de Música, que, em 2007, decidiu fazer uma roda de choro ali. Moradores do bairro, eles queriam aproveitar as manhãs de domingo para ensaiar. E divulgar o choro…

O que era um encontro informal ganhou status de programa, que se completa com uma feirinha de artesanato, com a devida licença para funcionar. O choro “Arruma o Coreto”, hoje, tem público cativo que inclui moradores e quem gosta de boa música de graça. E esta ocupação gerou “filhotes”. O “Bagunça o meu Coreto”, bloco de carnaval de moradores do bairro, faz uma animada roda de samba, nas tardes de sábado, que se reveza com outra, o “Batuque no Coreto”.

Se os eventos cresceram, é porque caíram no gosto de quem mora em Laranjeiras e nos arredores. Mas, certamente, tanto o choro quanto as rodas de samba são atividades do bairro que, pelo sucesso e qualidade, ultrapassaram seu limite e ganharam adeptos de outros bairros. Não consideraria correto dizer que são forasteiros que lotam a praça. E sei que entre os aficionados muitos se regozijam por contar com bom divertimento ao pé de casa.

Desnecessário afirmar que ninguém gosta de bagunça, barulho, sujeira, desordem ou invasão. Nem quem mora no bairro, e sente ameaçada a paz do fim de semana. Muito menos os organizadores, que, gosto de frisar, são moradores.

Motivada por reclamações, a prefeitura chegou a aplicar o Choque de Ordem e suspender as atividades da Praça São Salvador. Os próprios organizadores querem encontrar uma solução pacífica e buscam driblar o radicalismo. Estão abertos à negociação, dispostos a realizar eventos quinzenais, cobrar, à risca, a Lei do Silêncio. Depois de ganharem público pela simples atitude de tocar por prazer, e divertir o povo, eles não querem abrir mão de uma conquista improvisada e genuína.

Será que prefeito e subprefeito não são capazes de selar um acordo democrático que agrade aos adeptos do choro e do samba e aos moradores que se sentem incomodados?

Esta entrada foi publicada em Cidade, Cultura e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Praça São Salvador: espaço público

  1. André von Kugland disse:

    Socialismo e Liberdade? Por que não Nazismo e Igualdade?

  2. Cláudia Barros disse:

    Eliomar o choro da feira foi atingido?

  3. Vera Cobas disse:

    Boa noite, Eliomar.

    E a feira de artesanato que ocorria uma vez por mes, sempre aos sábados ?

    Ouvi dizer que ela acabaria e seria absorvida pela feira que já existe no Largo do Machado.

    Grato por sua atenção.

    Vera Cobas

  4. Arnaldo disse:

    Caro Eliomar, meu nome é Arnaldo Pissiali. Eu e minha mulher, Ana Caetano, a flautista da Roda de Choro Arruma o Coreto, somos os iniciadores deste movimento casual, mas que tem repercutido pelo Rio de Janeiro a fora. Vale salientar que de fato a praça, em virtude do sucesso da roda de choro virou um point e foi tomada por pessoas que lá não moram e que abusaram fazendo barulho até tarde da noite. É certo também que a Prefeitura esteve lá com o seu choque de ordem, mas em momento algum a atividade do Arruma o Coreto foi interrompida ou ameaçada de interrupção. O nosso movimento é bem recebido pelos moradores da praça e arredores e feito pelas manhãs de domingo o que não perturba a paz de ninguém, ao contrário das “bagunças” (não confundir com o bloco Bagunça o meu coreto que também faz parte das boas coisas da praça) feitas de noite.
    Desde já agradeço o artigo em seu blog que acompanharei agora mais de perto.
    O Arruma o Coreto agradece e espera sua presença na praça.

    • eliomar coelho disse:

      Caro Arnaldo,

      Justamente por apoiar a roda de choro Arruma o Coreto, e saber o quanto o movimento foi importante para revitalização da praça, é que resolvi tocar no assunto no blog.

      Um grande abraço,
      Eliomar

  5. Sandra Azevedo disse:

    Eliomar, sou de Vitória e gostaria de saber se no dia 29/1 á tarde terá a roda de samba?

    Abraço,
    Sandra Azevedo

    • eliomar coelho disse:

      Sandra, sábado tem o lançamento do Guia Rio que Encanta 2011. Um ótimo programa…
      Abs,
      Eliomar

      Neste sábado, lançamento do guia Rio que Encanta 2011
      Não perca o lançamento do guia de carnaval Rio que Encanta 2011, neste sábado, dia 29 de janeiro, a partir das 19h, na Praça Mauro Duarte. Em sua 12ª edição, o guia traz a programação dos blocos carnavalescos e mais dicas de CDs e casas de Samba e Choro da cidade. Teremos show de abertura com roda de samba em homenagem aos centenários de Mário Lago, Nelson Cavaquinho e Assis Valente, comandada por Mariana Bernardes e Tiago Prata. E na sequência, grande baile do Cordão do Bola Preta. A praça fica na confluência das ruas São Manuel e Fernandes Guimarães, em Botafogo. A atividade é uma promoção conjunta dos mandatos Eliomar Coelho, Marcelo Freixo e Chico Alencar. Na ocasião, recolheremos doações para as vítimas da tragédia da Região Serrana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>