Notícias

Mandato verifica que prefeitura mantém contratos com a Locanty

Apesar de a prefeitura do Rio de Janeiro afirmar que rompeu com a prestadora de serviços de reboque Locanty, desde julho do ano passado, os reboques da empresa continuam nas ruas e o último pagamento a Locanty data de 29/02/2012.

“Há muito tempo essas empresas prestam serviços à prefeitura, mesmo já sendo investigadas. Em julho do último ano, o prefeito disse que suspenderia o contrato com a Locanty, mas o que vemos não é bem isso o contrato ainda está em vigor. Fizemos requerimentos de informações, pedimos uma inspeção extraordinária ao Tribunal de Contas do Município e vamos provocar o Ministério Público.

Desde 2000 a Locanty presta serviços à prefeitura do Rio. O mandato pesquisou os valores contratados desde 2009 e a Locanty foi campeã na captação de dinheiro público. No total, recebu 44.434.717,41.

A Locanty presta serviços na Câmara Municipal do Rio (desde equipamentos a recursos humanos). O valor do contrato é de R$ 580 mil/mês; já os contracheques dos funcionários demonstram que o salário base é de R$ 535,00.

Em julho de 2011, dezenove pessoas formam presas entre elas funcionários da Locanty e da prefeitura do Rio. A quadrilha foi flagrada liberando irregularmente carros rebocados. Eles são suspeitos ainda de vender alguns veículos. Após as denúncias de fraude e pagamento de propina veiculadas pelo Rede Globo, o prefeito Eduardo Paes prometeu romper os contratos com a Locanty e contratar o mais rápido possível outra prestadora. No entanto, o último pagamento à mesma foi em 29/02/2012 e o contrato ainda está ativo no Sistema de Finaças e Contabilidade do Município.

Esta entrada foi publicada em Notícias e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>