Blog

Prefeitura não pode demoliar Perimetral sem estudo de Impacto Viário

É uma medida básica. Mais do que responsável e razoável é obrigatória. Para além da discussão se é ou não uma boa ideia, a prefeitura não pode querer demolir a Perimetral sem Estudo de Impacto Viário.

O Ministério Público descobriu a negligência e já entrou com uma ação civil pública, com pedido de liminar pedindo que qualquer atividade referente à demolição seja suspensa. O MP estabelece prazo de 90 dias para a elaboração do estudo e revisão das licenças da obra.

A prefeitura, ao que tudo indica, não adotou medidas de estudo e planejamento para assegurar que a demolição do elevado não venha a causar caos e nó trânsito do Centro, com reflexos em Niterói e na Baixada Fluminense.

Estudos do Gate (Grupo de Apoio Técnico Especializado) sugerem que a nova Avenida Binário do Porto e a Avenida Rodrigues Alves não têm capacidade de absorver o fluxo da Perimetral.

O relatório aponta erro na contagem do tráfego no local porque não foi considerado o aumento no movimento de veículos em função dos novos empreendimentos na região. Também não foi levado em conta o impacto causado pelo movimento na Rodoviária Novo Rio, cuja transferência para outro local está sendo aventada mas sem nenhuma garantia.

O Poder Público, no afã de realizar seus empreendimentos na cidade-sede da Copa e das Olimpíadas, está atropelando princípios democráticos, leis e interesses públicos. A reurbanização de uma cidade requer diálogo com a sociedade civil, respeito e muito cuidado.

Leia post “Qual o melhor destino para a Perimetral?” publicado no site do Mandato Eliomar Coelho em

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Prefeitura não pode demoliar Perimetral sem estudo de Impacto Viário

  1. Ha muito tempo e por outras razões esta prefeitura não respeita leis e obstáculos jurídicos . Aqui no bairro da penha , para realizar seus empreendimentos que geram votos e imprimem uma boa imagem de governo , pq são visíveis , passou por cima de um bem tombado ( o parque Ary Barroso ) e construiu dentro dele Clinica da família e Arena Dicró . Mas reformar o parque e entrega-lo a população em boas condições de uso , que seria sua obrigação , eles não fizeram . Porque havaliaram que não da voto .

    • Eliomar Coelho disse:

      Difícil denúncias como essa chegarem à mídia oficial. Da mesma forma que a prefeitura demoliu, sem dó nem piedade, o Parque Ary Barroso, quer demolir equipamentos esportivos, escola municipal e prédios históricos que estão no caminho dos planos urbanísticos de um prefeito que já admitiu sonhar em ser o novo Pereira Passos.

      Obrigado pelo comentário e abraços fraternos!

      Eliomar

  2. Ha muito tempo e por outras razões esta prefeitura não respeita leis e obstáculos jurídicos . Aqui no bairro da penha , para realizar seus empreendimentos que geram votos e imprimem uma boa imagem de governo , pq são visíveis , passou por cima de um bem tombado ( o parque Ary Barroso ) e construiu dentro dele Clinica da família e Arena Dicró . Mas reformar o parque e entrega-lo a população em boas condições de uso , que seria sua obrigação , eles não fizeram . Porque havaliaram que não da voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>