Notícias

Privilégios de empresas de ônibus continuam

Por 26 a 16, os deputados estaduais rejeitaram a nossa emenda à Lei de Diretrizes Orcamentárias (LDO) que exigia a divulgação do demonstrativo dos valores pagos pelo estado, dinheiro público, à empresa Riocard, discriminando o valor recebido por concessionária e por tipo de despesa: tarifa social, gratuidade, subsídio ao Bilhete Único ou outros tipos.

Uma simples emenda de transparência que o PMDB e seus aliados rejeitaram.

Sabe quem fica feliz com a rejeição da nossa emenda? Os empresários de ônibus e concessionários das barcas, metrô e trens, que não precisarão prestar contas do que recebem do estado.

E quem perde? Toda a população, que continua refém da caixa-preta desses empresários que, todos sabem, agem de forma totalmente promíscua com os governantes.

 

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>