Notícias

PSOL pediu afastamento da cúpula do PMDB na Assembleia Legislativa há um ano

No momento em que a cúpula do PMDB foi presa, na operação “Cadeia Velha”, em dezembro de 2017, o PSOL ingressou com uma representação por atos incompatíveis com o decoro parlamentar no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Alerj. O documento exigia que os deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi fossem afastados de seus cargos e funções, caso constatada a prática de atos de improbidade. Mesmo presos, os parlamentares mantêm suas equipes e ainda são nomeados como parlamentares dentro da Alerj.

A iniciativa tomada há um ano está até hoje parada na Casa. Incansavelmente o PSOL cobrou informações sobre o andamento desta representação. Em resposta no mês de maio, o presidente do Conselho, André Lazaroni, informou que a representação havia sido encaminhada para a relatoria do deputado Marcos Muller, que teria que decidir pela admissibilidade do pedido. Ou seja, os deputados presos até hoje não perderam o mandato! Hoje mais uma vez esses parlamentares são citados por estar envolvidos em propinas e trocas de cargos na operação “Furna da Onça”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja mais no Facebook do Eliomar

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>