Rio - 3 de agosto de 2011

PSOL/RJ debate modelos de desenvolvimento e Rio + 20

Em busca de novos caminhos
Para discutir e questionar o modelo de desenvolvimento produtivista e expansionista predominante no cenário mundial, o PSOL/RJ realiza, na próxima segunda-feira, dia 8 de agosto, o debate “Modelos de Desenvolvimento e Rio + 20”. O terceiro encontro da série de debates organizado pelo diretório estadual reunirá o deputado federal Chico Alencar (PSOL/RJ), Carlos Vainer, do IPPUR/UFRJ, Sandra Quintela, da Rede Jubileu Sul, e Fátima Mello, da Fase. Será no auditório do SINDSPREV, na Rua Joaquim Silva, 98-A, Lapa.

O legado das ideias
Nos mês de julho, o PSOL perdeu dois queridos companheiros, militantes de primeira hora: Paulo Piramba e Daniel do Vale. Dono de incomparável verve, o ambientalista Paulo Piramba foi um dos fundadores do PSOL e do Setorial Ecossocialista do partido. Sempre na luta, faleceu durante a Conferência Estadual do Enlace. Radicalmente contra a discriminação por raça, religião, gênero e classe social, foi quem organizou o primeiro encontro nacional de mulheres do PSOL, em São Paulo. Irreverente e sagaz, Daniel do Vale, vítima de doença degenerativa, marcou a militância do partido com o protesto que fez na Alerj, em 2009, contra a dificuldade de acesso à medicação periódica de pacientes com esclerose múltipla e câncer. Os dois sucumbiram cedo. Mas suas convicções políticas permanecem muito vivas.

Vida longa para a feira da General Glicério
A ameaça da Secretaria de Ordem Pública de acabar com a feira de choro da Praça General Glicério, em Laranjeiras, gerou uma grita da sociedade civil, multiplicada em protestos nas redes sociais. O mandato engrossou o coro dos descontentes e fez sua reclamação ao secretário de Ordem Pública. A mobilização foi poderosa. A prefeitura recuou. A tradicional feira com artesanato e roda de choro – que atrai turistas e tem frequentadores cativos- fica! A promessa é que os 14 expositores – incluindo símbolos como Luisinho dos Drinks – serão devidamente regularizados bem como os 71 feirantes da Feira Livre local.

Funprevi: capitalização ou enganação
Em carta aberta aos servidores, o Movimento Unificado em Defesa do Serviço Público Municipal denuncia que o projeto de Lei nº 1005/2011 não resolve o problema do Sistema Previdenciário, que é a má gestão, e não garantirá a capitalização do Fundo de Previdência dos Servidores. Ontem, os servidores lotaram as galerias da Câmara Municipal e conseguiram impedir que a mensagem do Executivo fosse votada em regime de urgência. Presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Municipais, o vereador Eliomar Coelho cobrou do líder do governo na Câmara, vereador Adilson Pires (PT), a realização de uma audiência pública para discutir o projeto de lei que, segundo o MUDSPM, desonera a atual administração municipal da obrigação de garantir aposentadorias e pensões para o futuro, como determina a Constituição.

Salários dignos, já!
Em greve há 57 dias, os professores rechaçaram a proposta de reajuste de 3,5% em assembléia realizada hoje. A paralisação continua. Os profissionais de ensino querem 26% de aumento e incorporação imediata da gratificação Nova Escola. O Sepe sustenta que qualquer reajuste linear feito sem a incorporação total desta gratificação é uma antecipação menor disfarçada. A previsão da Secretaria Estadual de Educação é terminar de pagar este bônus somente em 2014. A categoria protesta e com razão: a proposta está aquém do que o governo pode bancar e sequer cobre a inflação do período.

PSOL exige investigação sobre ministro dos Transportes
O deputado federal Ivan Valente (PSOL/SP) encaminhou, esta semana, um pedido para que a Procuradoria Geral da República investigue o ministro dos Transportes por suspeita de peculato, corrupção passiva e formação de quadrilha. O parlamentar obteve documentos que comprovam o envolvimento do Ministério dos Transportes em esquema ilegal de cobrança de recursos de comerciantes da Feira da Madrugada, em São Paulo.

Sobre mulheres

Será na próxima segunda-feira, dia 9 de agosto, no Centro Cultural da Justiça Federal, o lançamento do livro de contos e crônicas “Mulheres que correm com as baratas”, de Maria Emília Algebaile. O cotidiano de diferentes mulheres é o foco das histórias contemporâneas que evocam a força feminina.

O registro de um trabalho social
“A moradia não é formada apenas por quatro paredes. É formada por laços afetivos, pelo local de trabalho. E isso não tem indenização que pague”. A frase é do monsenhor Luiz Antônio Lopes, coordenador da Pastoral das Favelas, da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Foi ele quem sugeriu ao cineasta Antônio Ernesto que fizesse um registro da história da pastoral que, desde 1970, dá assistência à moradores de comunidades carentes. O resultado é o documentário “Pastoral das Favelas – Vida Apesar de Tudo”, que será exibido, em pré-estreia, na próxima terça-feira, dia 9 de agosto, às 20h, no Cine Glória, no bairro da Glória.