Rio antigo: a escalada do Pão de Açúcar

A primeira escalada ao Pão de Açúcar foi realizada por uma mulher em 1817. A autora da proeza foi a montanhista Henrietta Carstairs, inglesa de 39 anos, que, ao atingir o cume, fincou a bandeira de seu país. O penhasco carioca tem cerca de 600 milhões de anos.

A foto mostra o penhasco carioca no início do século XX. Em primeiro plano, está o antigo edifício da Escola Militar, na Urca, na Zona Sul, demolido após a Intentona Comunista, em 1935.

De lá para cá, o penhasco monolítico (bloco único) de uma rocha proveniente do granito atraiu alpinistas de diversos países e foi escalado em suas diversas faces, que apresentam diversos graus de dificuldade. O Pão de Açúcar possui uma vegetação característica de clima tropical, resquício de Mata Atlântica, e espécies nativas extintas na vegetação litorânea brasileira.

Quem chega ao cume desfruta o privilégio de contemplar do alto dos seus 396 metros de altitude uma vista panorâmica da cidade do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro é o maior parque urbano de escalado do mundo.

Curiosidade: em 1912, começou a operar o primeiro bondinho no Pão de Açúcar.

 

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Rio Antigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>