Blog

Rio antigo: a Rocinha ontem e hoje


O bairro de São Conrado visto da estrada do Joá quando a Rocinha começava a despontar no morro na década de 30. Os primeiros moradores da favela foram imigrantes nordestinos que ocuparam chácaras oriundas da divisão da fazenda Quebra-Cangalha, no ínicio do século XX. Antes da fazenda ser repartida, funcionavam ali grandes engenhos de açúcar.

Os novos moradores ganhavam a vida como pequenos agricultores e levavam sua produção para uma feira que funcionava na Praça Santos Dumont, na Gávea, criada pelo então prefeito Carlos Sampaio, em 1922. A qualidade dos produtos chamava a atenção dos clientes que eram informados sobre sua origem: uma rocinha logo ali, no Alto Gávea. Daí o nome da favela que hoje soma 101 mil moradores e é considerada a maior da América latina.

Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Rio antigo: a Rocinha ontem e hoje

  1. Marcos Vidal (MARCÃO) disse:

    MEU VELHO E GUERREIRO VEREADOR, SÓ LAMENTO QUE AS MESMAS FOTOS MOSTRAM QUE TAMBÉM A ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA DOS RICOS, CONTRIBUIU PARA A MUDANÇA DO MEIO AMBIENTE LOCAL.
    GOSTARIA MUITO QUE A ZONA OESTE, SEM A BARRA E JACAREPAGUÁ, TIVESSE UM PARLAMNTAR COM A POSTURA DO SENHOR.
    QUE FALTO TU FAZ NO PARTIDO DOS TRABALHADORES.
    FICAMOS SOZINHOS.
    UM GRANDE BEIJO NO SEU CORAÇÃO.

    • Eliomar Coelho disse:

      Caro Marcão,

      Obrigado pelo comentário!

      De fato, a mudança em São Conrado foi profunda, como em muitas partes da cidade, especialmente em áreas valorizadas. E a abertura da estrada Lagoa-Barra parece que cindiu, de certa forma, o bairro em área nobre e área pobre.

      Um forte abraço, Marcão!

  2. Pingback: Rio antigo: outro ângulo de São Conrado quando o bairro era um vale verde | Eliomar Coelho - PSOL - O vereador do Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>