Blog

Rio antigo: Cinelândia, a terra do cinema


O nome perdeu o sentido. Mas não faz muito tempo, a Cinelândia era a terra do cinema o que justifica o apelido do logradouro público, que perdura mesmo depois do fechamento dos cinemas Pathé e Capitólio. O único sobrevivente foi o Odeon. O filme em cartaz, no Pathé, era Brotinho do Outro Mundo, com Brigitte Bardot. Ao lado, o salão Doret atendeu a clientela até cerrar as portas na década de 70. E aparecem ao fundo da paisagem, na Avenida 13 de Maio, os dois prédios que desabaram em janeiro do ano passado. É o registro de um cenário que se modificou não só pelas mudanças urbanísticas. A falta de segurança empurrou as salas de cinema para dentro dos shoppings. E a irresponsabilidade e negligência em uma reforma mal planejada e mal executada acarretaram no desabamento e morte 17 pessoas que estavam no Edifício Liberdade. Corpos de outras cinco vítimas permanecem desaparecidos. Abaixo, de outro ângulo, um bonde passa em frente ao Pathé. Avista-se o Palácio Monroe atrás, como num jogo cujo objetivo é achar lugares que não existem mais. E, na sequência, o antigo Odeon que continua funcionando, firme e forte.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Rio antigo: Cinelândia, a terra do cinema

  1. O RIO ANTIGO É UMA SAUDADE QUE ENOBRECE CULTURALMENTE O NOSSO ESPIRITO!!! OS PREDIOS ANTIGOS DEVEM SER RESTAURADOS PARA ATIVIDADES CULTURAIS PARA AS PRESENTE E FUTURAS GERAÇÕES!!!
    Um forte abraço!!!
    Welington

    • Eliomar Coelho disse:

      Caro Wellington,

      Dá nostalgia ver estas imagens. Mas é recompensador pensar que ainda estão lá o Theatro Municipal, a Biblioteca Nacional, o Museu de Belas Artes, o prédio da Justiça Federal que virou centro cultural e a Câmara dos Vereadores. Que sigam de pé…

      Abraços,

      Eliomar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>