Blog

Rio antigo: escravos à venda no porto do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro era negro. Essa era a impressão de quem visitava a cidade na primeira metade do século XIX, de acordo com a descrição da historiadora americana Mary C. Karash no livro “A vida dos escravos no Rio de Janeiro”. A publicação, traduzida para o português há mais de uma década, é uma referência como fonte de conhecimento sobre o nosso passado, sobre como viviam aqueles homens e mulheres que vieram da África. Em sua pesquisa minuciosa, a autora verificou que, diferente do que aconteceu na Bahia, a população de escravos no Rio era composta por africanos. E isso explica a riqueza da cultura afro-carioca que é marca registrada da cidade. Da feijoada ao samba, passando pelo vocabulário, a influência é evidente. Na foto de Marc Ferrez, escravos negros chegam ao Rio em navio francês.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>