Rio antigo: Mercado Municipal

O Mercado Municipal da Praça Quinze foi o mais importante entreposto de venda de gêneros alimentícios (cereais, aves, frutas), sobretudo de peixes, do Rio. A planta quadrada tinha cinco torrões octogonais – um maior no centro com um relógio de 35 metros – e quatro nas extremidades importados da Bélgica. Inaugurado em 1908, o mercado foi demolido na segunda metade dos anos 50 por causa da construção do Elevado da Perimetral.

O mercado foi fabricado na França, e a sua estrutura era toda de ferro pré-moldado, marcada pelas estruturas metálicas muito comuns em mercados e grandes projetos que predominavam no início do século XX. Os mais de 200 boxes no espaço interno vendiam mercadorias nacionais e importadas. O mercado não fechava.

Com o anúncio da demolição do mercado, os comerciantes se reuniram em assembleia e decidiram construir sua central de abastecimento, livrando-se do pagamento de aluguel e outros encargos.

Para isso, foi escolhido um terreno em Benfica. Ali surgiu a CADF (Central de Abastecimento do Distrito Federal), depois rebatizada de CADEG (Central de Abastecimento do Estado da Guanabara), nome que se mantém até hoje, e que oferece uma variedade de serviços e produtos

Curiosidade: No único torreão que sobrou (o de número 4), funcionou de1933 a2016 o restaurante Albamar (atual Ancoramar).

Esta entrada foi publicada em Rio Antigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>