Blog

Rio antigo: o ônibus elétrico no carnaval dos anos 20


Mais um belo registro de um ônibus elétrico circulando na cidade em meio a um corso de Carnaval. Se não vemos mais esta forma de folia nos dias atuais, a confusão de coletivos em meio aos blocos ainda é uma constante em vários bairros da cidade onde cresce, a cada ano, o Carnaval de rua. Uma situação que é no mínimo intrigante: por que as autoridades não impedem a circulação de transporte público em locais onde está prevista a passagem de blocos? Os corsos, que tornaram-se muito populares no final do século XIX e começo do século XX, foram tentativas de reproduzir as batalhas das flores (ou das rosas) que eram marca registrada dos carnavais mais sofisticados de Paris e Nice, naquela época. O desfile de carros com foliões da alta sociedade atraía a atenção que o desfile das escolas de samba exerce hoje. Mas era uma diversão da elite brasileira.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Rio antigo: o ônibus elétrico no carnaval dos anos 20

  1. Um personagem politico contribuiu para que o Samba e o Carnaval do Rio se tornassem identidade nacional!!! A Folia ficaria mais com a “Cara do Brasil!!!

  2. TROLEBUS(62/69), fui usuário deste veículos de Transporte Publico(VTP),logo após a extinção dos Bondes Elétricos nas áreas urbanas e SUBurbanas da cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro, isto é antes do Golpe Militar/Civil de 64, não era de boa qualidade, não andava nos trilhos, não tinha o padrão anatômico dos cariocas, não era confortáveis, diferente dos Bondes Elétricos que estávamos acostumados(andava nos trilhos, arejados, tranquilos, rápidos e confortáveis com CHUVA ou no SOL. Com a extinção do TROLEBUS, surgiu OS ONIBUS OLEO DISSEL(poluente) que durou alguns anos; As Oficinas dos Carris foram extinta lentamente, durou alguns anos, lembro-me a do CATETE/HUMAITÁ/VOL.PATRIA(Hoje CONAB/COBAL e POINT GASTROMICA CARIOCA com vista panorâmica para o CORCOVADO/CRISTO REDENTOR).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>