Blog

Rio antigo: o Pavilhão do Mourisco que foi varrido da paisagem de Botafogo

Construção inspirada na arquitetura árabe, o Pavilhão do Mourisco desapareceu em 1952 para dar lugar ao Túnel do Pasmado. Obra que lembrava a Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, e a Basílica do Imaculado Coração de Maria no Méier, o prédio tinha cinco cúpulas douradas muito parecidas com a cúpula da mesquita Al Askari, em Samarra (Iraque), erguida em 1905 e possível fonte de inspiração para o projeto carioca. As torres exagonais lembravam o Pátio dos Leões de Alhambra, na Espanha.

Projeto do arquiteto Alfredo Burnier, foi concebido pelo prefeito Pereira Passos, na virada do século XX, com a intenção de demarcar o fim da Avenida Beira-Mar – construída na época para ligar o Centro a Zona Sul. Foi inaugurado como café e teatro infantil e em 1934 virou a Biblioteca Infamtil do Distrito Federal, por iniciativa da poetisa Cecília Meireles. Foi transformado depois em ponto coletor de impostos e acabou por desaparecer em nome do progresso e da melhoria da engenharia de tráfego na cidade.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>