Blog

Rio antigo: o Theatro Phenix que foi demolido em 1958

O Theatro Phenix, esquina da Rua Barão de São Gonçalo (atual Avenida Almirante Barroso) com a Rua México, é uma prova de que o tombamento pelo patrimônio histórico e arquitetônico é uma forma de preservar construções antigas que tem valor e fazem parte da memória da cidade. O teatro foi demolido em 1958 porque não chegou a ser tombado. O prédio foi apenas protedigo pela Lei nº 587/1951, da Câmara Federal, que autorizava o prefeito a desapropriar o imóvel, incorporando-o ao Patrimônio Municipal, para evitar a demolição. Mas, por falta de verbas, a desapropriação não aconteceu. Construído entre 1905 e 1908, o lugar ora funcionou como cinema, o Cinema Opera, ora como teatro até a data que foi derrubado, em 1958. Em 1948, houve uma tentativa de novamente transformar o então teatro em cinema, status que ganhou quando foi inaugurado em 1910. Mas a companhia de Sandro Polônio, liderada por Italia Fausta, que apresentava a peça em cartaz, iniciou uma ocupação nos camarins e impediu o despejo.O teatro só parou de funcionar como teatro quando veio abaixo. No lugar, foi construído um prédio de 22 andares. Fim mais digno teve o Theatro Municipal, uma instituição da cidade que está devidamente tombado.

Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Rio antigo: o Theatro Phenix que foi demolido em 1958

  1. Pingback: Ligações perigosas | Eliomar Coelho - PSOL - O vereador do Rio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>